O mundo pós-aniversário (Lionel Shriver)

Resenhas

 photo o-mundo-pos_zpspski1h3b.jpgO mundo pós-aniversário é um livro sobre possibilidades, sobre mundos paralelos e também sobre o quanto é difícil a escolha que, por mais que seja feita com absoluta certeza, sempre existirá a pergunta em nossa mente “e se eu tivesse feito diferente?”

Irina McGovern é uma mulher de 40 anos, ilustradora de livros infantis, gosta muito de cozinhar e de comer pipoca todas as noites ao lado de seu marido Lawrence Trainer, um viciado em televisão e profissional de pesquisas econômicas e políticas. Num dia, uma colega de profissão a convida para jantar, para comemorar o aniversário de seu marido Ramsey Acton, um jogador de sinuca. O encontro no dia do aniversário de Ramsey se repete por vários anos até que num determinado aniversário, Jude (a colega) e Lawrence não podem comparecer ao aniversário de Ramsey e então cabe a Irina levar o amigo para jantar.

Durante o jantar, Ramsey conquista Irina e então um beijo acontece ou quase acontece. E a partir desse ponto a história se divide em duas: de um lado temos a Irina que beijou e se apaixonou por Ramsey e foi viver sua história de amor. Do outro lado temos a Irina que não beijou Ramsey e continuou confortável em sua vida de sempre, sem novidades, tudo correndo como um rio sem força.

Lionel Shriver foi genial pela forma como dividiu a história, e como certas coisas se repetem nos dois mundos, ela poderia ter caído no abismo da mesmice, mas ela conseguiu surpreender nas duas histórias. E eu fico pensando no processo de criação do livro, como ela fez? Escreveu uma história, e depois a outra, ou foi realmente intercalando capítulo por capítulo as possíveis vidas de Irina?

Eu considero um livro bom quando, mesmo que passe o tempo, a história bate à sua porta e lhe entrega a verdade, ou então lhe deixa com dúvida sobre o que fazer. Alice deveria mesmo ter seguido o coelho? O mundo pós-Aniversário me causará isso, tenho certeza, pois o que mais fazemos nesta vida é querer acertar nas nossas escolhas para que o “e se isso ou aquilo” não nos perturbe demais. Mas eu tenho um trunfo agora, que antes eu ficava em dúvida sobre a veracidade dele, e agradeço Lionel Shriver por me ajudar nessa: “O momento é tudo.”

Onde comprar O mundo pós-aniversário:
Amazon
Americanas
Livraria Cultura
Saraiva
Submarino

Criou o Livro&Café em 2011, é professora de Língua Portuguesa, adora ler e trabalhar com mediação de leitura. Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.
19

Comentários

Comentar
  1. Este é um livro que tenho muita vontade de ler. Também adoro a Lionel Shriver e ‘Precisamos falar sobre o Kevin’ me emocionou muito.

    Você já leu ‘Sob o sol da Toscana’, da Frances Mayes? Assistiu ao filme? Tem sorteio no meu blog 🙂

    Bjo!

  2. Fran, que fome de ler esse livro de novo! Não me conquistou como o “Kevin”, que dei nota 10, mas é tão bem construído que dá vontade de reler. Tendo lido apenas uma vez, por enquanto minha nota é 9.6. 🙂 haha Bateu saudade da narrativa da Lionel…

    Também quero saber como foi a feitura do livro. Se tiver oportunidade, perguntarei a ela! 🙂

    Estou lendo “Amor Sem Fim”, do Ian McEwan, e acho que você vai adorar. É tenso, muito tenso.

    Beijo!

  3. Adorei muito a resenha.
    Sei que é um post um tanto quanto antigo, mas descobri seu blog pelo @alexsens e, claramente, ‘O Mundo Pós-Aniversário’ me chamou atenção de cara, haha.
    Ela realmente consegue mostrar que nem é bom, ruim, certo ou errado. Livro incrível.
    Lindo blog, alias : )

    ;**

  4. Pingback: Retrospectiva Literária 2011 | Livro & Café

  5. Pingback: Assunto da semana: Lionel Shriver | Livro & Café

  6. Cybelle Pinheiro

    Suas dicas deste livro, só me fazem ter certerza da minha escolha. Acabo de ler “Precisamos falar sobre o Kevin”. Adoro a pespicácia e manira inteligente da outora em abordar visões tão cruas e verdadeira dos sentimentos e do cotidiano.

    • francineramos

      Oi, Cybelle! Precisamos Falar Sobre o Kevin é maravilhoso mesmo, até hoje me pego pensando no livro (muito profundo, muito tocante, um soco no estômago!). O Mundo Pós Aniversário é outro que penso muito, principalmente quando preciso fazer uma escolha.

      Beijos!

  7. Livros e outras felicidades

    Achei a trama muito bem escrita, mas preferia se o livro fosse mais curto. Tem horas que a leitura se arrastava…

  8. comprei esse livro, mas n li ainda por n saber o enredo, com essa resenha me deu ate vontade de ler!

    • francineramos

      Oi, Marisa!
      Esse livro é muito bom. Um livro maduro e sincero. Você vai gostar 🙂 Bjos

  9. Tayna Nogueira

    Você resumiu como eu me sinto em relação a esse livro.
    Me prometi reler quando estiver mais velha para sempre lembrar que “o momento é tudo”.

    • francineramos

      Oi, Tayna! Esse livro é muito especial, do tipo que é sempre interessante reler, pois o aprendizado é eterno quando o assinto é relacionamento. Obrigada pela visita. Beijos!

  10. Pingback: Dicas de livros para presentear – Livro&Café

  11. Viviane Monteiro

    Acabei ainda há pouco de ler O Mundo Pós-Aniversário. Te confesso que estou já a algumas horas num estado puro de desânimo e inquietação que o finalizar do livro me trouxe!!! Não me entenda mal, gostei muito dele, e acho que um ótimo livro é aquele que te afeta no intimo e te faz refletir… e esse me trouxe muito isso, apesar de não ser necessariamente uma sensação feliz!!! Ele é cheio de uma realidade nua e crua sobre a personalidade e questionamentos ‘femininos’ e relacionamentos… e é tanta realidade que às vezes assusta!!! É tão ‘real’ que chega a ser inevitável nos projetarmos em pelo menos alguma daquelas situação passadas… em qualquer das escolhas tomadas por Irina!! Aliás, esse pra mim é o grande ponto do livro que nos captura… Escolhas! Estamos sempre diante delas, daí nosso estado de envolvimento inconsciente com o enredo do livro! Não consegui tomar partido por apenas uma das realidades escolhidas por Irina como é de se esperar… Vi tanta realidade em cada uma deles! Não existe relacionamento perfeito, e a ideia de buscar segurança em um é tão cruel e fantasiosa! Na vida real, o ‘final feliz’ raramente é pleno, e quase sempre irá nos remeter a concessões e/ou sacrifícios. Mas… existe mesmo essa coisa de final feliz afinal???!!!
    Affff!!! Acho que vou precisar pegar um livro da Jane Austen depois desse… Rs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.