Leia Mulheres Sorocaba: Persépolis (Marjane Satrapi)

Neste mês, teremos mais uma edição do #LeiaMulheres em Sorocaba! Desta vez, o bate-papo será sobre o livro “Persépolis” da Marjane Satrapi.

Sobre o livro: Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita – apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa.
Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares.
Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama – e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar.(Companhia das Letras)

O Leia Mulheres é um clube de leitura que acontece em várias cidades do Brasil e está presente em Sorocaba desde janeiro deste ano. A ideia do projeto é que a escritora Joanna Walsh, em 2014, propôs o projeto#readwomen2014 (#leiamulheres2014) que consistia basicamente em ler mais escritoras. Então, inspirada nesta ideia, três mulheres de São Paulo (Juliana Gomes, Juliana Leuenroth e Michelle Henriques) realizaram o primeiro encontro em 2015, que logo se espalhou por todo o Brasil.

O Leia Mulheres levanta essa bandeira porque o mercado editorial ainda é muito restrito e as mulheres não possuem tanta visibilidade, por isso a importância do clube.

Mais informações: www.leiamulheres.com.br

Mediação de Fernanda Fontes e Francine Ramos

Serviço:
Leia Mulheres Sorocaba – Desmundo
Local: Complexo Mofo
Horário: 17:30 às 19:30
Dia: 02/10/2016
Endereço: Rua Eugênio Rabelo, 74
Gratuito

Francine Ramos

Criou o Livro&Café em 2011, é professora de Língua Portuguesa, adora ler e trabalhar com mediação de leitura. Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

2 Comments
  1. Como é bom encontrar gente que ainda vive literatura. Num mundo cada vez mais materialista, ainda existem pessoas que estão muito acima desta mesquinharia e desta infelicidade em que transformam nosso país. Ler é o melhor remédio. Sempre!

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Primeiramente, Fora Temer!

Livro&Café é feito por Francine Ramos, desde 2011.

“Livros, o precioso sangue dos espíritos imortais” Virginia Woolf