10 personagens inesquecíveis da literatura

ListasVídeo

Os livros se tornam inesquecíveis por diversos motivos. Mas qual é aquele livro que sempre está em sua memória, passe o tempo que for? E qual é o personagem que, se fosse gente mesmo, você queria ter como amigo ou amiga? Pensando nisso, abaixo você encontra 10 personagens inesquecíveis da literatura:

1. Jean Valjean – Os Miseráveis (Victor Hugo)

Jean Valjean é o personagem principal do romance Os Miseráveis, de Victor Hugo. O livro foi publicado em 1862, é um clássico da literatura e, por meio do personagem Jean Valjean, vamos conhecer a vida das pessoas que vivem na miséria em Paris, porém, há uma miséria subjetiva, que acaba invertendo os papéis. Na sociedade, quem é mesmo o miserável: quem prende uma pessoa por roubar um pão ou quem rouba o pão? Jean Valjean é corajoso, justo mas solitário.

mrs_dalloway_livroecafe-4002. Clarissa Dalloway – Mrs. Dalloway (Virginia Woolf)

Clarissa Dalloway apareceu pela primeira vez no livro A Viagem, publicado em 1915. Depois, em 1923, ela protagonizou o conto Mrs. Dalloway em Bond Street. Dois anos depois, em 1925, ocorreu a publicação do romance Mrs. Dalloway, que trouxe então a fama para a personagem, conhecida como uma das principais na literatura woolfiana. Clarissa Dalloway tem muitos defeitos, mas possui alguns ingredientes que a deixam a tornam uma pessoa interessante, que todos querem ter por perto. Em todas as obras – os dois contos e o romance, ela deixa marcas profundas nos outros persoangens e também leitores.

3. Diadorim – Grande Sertão: Veredas (Guimarães Rosa)

Se você não leu Grande Sertão: Veredas eu sinto muito. Se você já leu, sabe porque Diadorim é uma personagem tão marcante e isto basta. Para explicar os motivos sem spoiler é um pouco difícil, mas saiba que a construção de personagem que Guimarães Rosa fez é de uma genialidade tão ímpar que deixa todo leitor brasileiro orgulhoso. Diadorim é nossa!

thegreatgatsby_capa4. Jay Gatsby – O Grande Gatsby (F. Scott Fitzgerald)

O Grande Gatsby é um livro que representa muito bem os anos 20 americano, que culminou com o período da Grande Depressão Americana (Crise de 1929). Ah, que romance triste, melancólico e trágico! Jay Gatsby é um grande cara, mas fica cego por paixão, fica cego por querer que a sua vida seja como um momento que viveu no passado, por isso ele se perde e vive uma infelicidade enorme. Com ele a gente aprende que a vida pode ser uma festa, mas também uma tragédia. Não há escolhas. Ou há?

5. Capitu – Dom Casmurro (Machado de Assis)

Afinal, Capitu traiu Bentinho ou não? Pergunta eterna de uma das maiores riquezas da nossa literatura. Não é preciso muitas explicações. Se você nunca leu Machado de Assis, por favor resolva isso rápido!

6. Macabéa – A Hora da Estrela (Clarice Lispector)

Macabéa joga na cara do leitor sabedoria e ignorância. Tudo ao mesmo tempo, numa mistura tão comovente e dolorida que somente Clarice Lispector consegue atingir. Macabéa sou eu, você, todos nós e ninguém. Ao mesmo tempo em que ela é quase um nada, as suas pequenas atitudes são transformadoras para o leitor.

7. Mr. Darcy – Orgulho e Preconceito (Jane Austen)

O cara tem um jeito meio chato. É metido. No cinema ele ficou com cara de adolescente emo. Depois ele vai melhorando, tanto no livro, quanto no filme. E não é só ele que melhora, os outros personagens também. Há um crescimento que mora quando a gente deixa o orgulho e o preconceito de lado e, por fim, acaba compreendendo quem é Mr. Darcy, além de lindo, tem mais coisas aí.

kevin28. Eva – Precisamos Falar sobre o Kevin (Lionel Shriver)

Eva pode representar muito bem a mulher do século XXI, aquela que vive um conflito entre maternidade e profissão, mas, para a história ficar mais complicada, Eva é mãe de Kevin, um garoto psicopata…

9. Vampiro Lestat – Crônicas Vampirescas (Anne Rice)

Me desculpem os fãs de Crepúsculo, mas vampiro da hora mesmo é o Lestat, que apareceu pela primeira vez em Crônicas Vampirescas, da escritora americana Anne Rice. Além de todos os clichês vampirescos, no cinema ele é o Tom Cruise.

10. Hercule Poirot  (Agatha Christe)

Detetives na literatura temos aos montes, mas Poirot é inesquecível e faz parte de todo o universo que Agatha Christie, a rainha das histórias policiais, criou. Poirot aparece em mais de 40 livros da autora, é egocêntrico, objetivo e desvenda mistérios de um jeito peculiar.

Confira o vídeo no canal Livro&Café:

Criou o Livro&Café em 2011, é professora de Língua Portuguesa, adora ler e trabalhar com mediação de leitura. Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.
1

Comentários

Comentar
  1. Vinícius Orlandi Barboza

    É o melhor e mais famoso personagem literario??? Sherlock Holmes que ficou mais conhecido que seu proprio autor. Lista pessima quem é poirot perto de Holmes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.