Lançamentos Junho e Julho 2017: de clássicos a ficção científica

Confira a lista de lançamento de Junho e Julho de 2017. Como sempre, tem novidades, reimpressões e também alguns clássicos relançados.

Os Miseráveis (Victor Hugo) | Penguim – Companhia das Letras

“Considerado a obra-prima de Victor Hugo, este romance se desdobra em muitos: é uma história de injustiça e heroísmo, mas também uma ode ao amor e também um panorama político e social da Paris do século XIX. Pela história de Jean Valjean, que ficou anos preso por roubar um pão para alimentar sua família e que sai da prisão determinado a deixar para trás seu passado criminoso, conhecemos a fundo a capital francesa e seu povo, o verdadeiro protagonista. Na via crucis que é o romance sobre a vida de Valjean, são retraçadas as misérias cotidianas e os dias de glória do povo francês…” Onde comprar: Amazon

 

Os irmãos Tanner (Robert Walser) | Companhia das Letras

“Publicado originalmente em 1907, Os irmãos Tanner inaugurou uma série de três romances que, juntamente com uma prosa curta sem paralelo, inscreveram na história da literatura em língua alemã o nome do suíço Robert Walser. Sua coleção de admiradores declarados é tão nobre quanto extensa e inclui, entre outros, Franz Kafka, Thomas Mann, Walter Benjamin, W. G. Sebald, Susan Sontag e J. M. Coetzee. Com forte componente autobiográfico, o livro acompanha a história do jovem Simon Tanner, que tem quatro irmãos e perambula por quartos alugados, pelas ruas da cidade grande e pela paisagem campestre suíça, ora em longas e ociosas caminhadas, ora no exercício de pequenos empregos…” Onde comprar: Amazon

Clara dos Anjos (Lima Barreto)

“Tendo como pano de fundo a vida nos subúrbios cariocas, Clara dos Anjos, concluído em 1922 e publicado em livro, pela primeira vez, em 1948, retrata a realidade brasileira do início do século XX e é uma denúncia contundente – com foco na discriminação da mulher negra e pobre que era seduzida e abandonada – da desigualdade social, do preconceito racial, da divisão de classes que ainda hoje, quase um século depois, ocorrem no Brasil.” Onde comprar: Amazon

A estrada verde (Anne Enright)

Irlanda, 1980. Quando Dan anuncia que pretende ser padre, a jovem Hanna assiste a agonia de sua mãe. Nos anos seguintes, todos os filhos da família Madigan vão deixar a casa da matriarca Rosaleen. Dan parte para o frenesi de Nova York, e precisa lidar com o fantasma da Aids. Costance se vê em um hospital em Limerick, com uma possível tragédia de grandes proporções. Emmet percorre o continente africano e encontra o amor em Mali. E Hanna atravessa o cotidiano da maternidade na moderna Dublin. Quando eles se reúnem para o Natal, segredos e conflitos do passado virão à tona, e toda família precisará encontrar seu caminho de volta para casa. Um livro profundamente impactante sobre laços familiares, A estrada verde é Anne Enright em sua melhor forma. Onde comprar: Amazon

Monalisa Overdrive (William Gibson) | Editora Aleph

As Inteligências Artificiais assombram a matrix. O ciberespaço, essa espécie de alucinação coletiva, está cada vez mais perigoso. As Inteligências Artificiais atingiram a autoconsciência e dividem esse espaço com os mais inusitados personagens, movidos por interesses diversos e intenções nem sempre lícitas. Nesse cenário, três diferentes histórias se entrelaçam e trazem o leitor de volta para o universo de Neuromacer, em uma última e impactante aventura. Monalisa Overdrive é o terceiro volume da Trilogia do Sprawl. Onde comprar: Amazon

O Conto da Aia (Margaret Atwood) | Rocco

[Reimpressão] Escrito em 1985, o romance distópico O conto da aia, da canadense Margaret Atwood, tornou-se um dos livros mais comentados em todo o mundo nos últimos meses, voltando a ocupar posição de destaque nas listas do mais vendidos em diversos países. Além de ter inspirado a série homônima (The Handmaid’s Tale, no original) produzida pelo canal de streaming Hulu, o a ficção futurista de Atwood, ambientada num Estado teocrático e totalitário em que as mulheres são vítimas preferenciais de opressão, tornando-se propriedade do governo, e o fundamentalismo se fortalece como força política, ganhou status de oráculo dos EUA da era Trump. Em meio a todo este burburinho, O conto da aia volta às prateleiras com nova capa, assinada pelo artista Laurindo Feliciano. Onde comprar: Amazon

Mais de uma luz – Fanatismo, fé e convivência no século XXI (Amós Oz) | Companhia das Letras

“Com Mais de uma luz, o grande romancista Amós Oz se confirma também como um dos mais poderosos ensaístas da atualidade. O livro reúne três ensaios: no primeiro, Oz revê e amplia seu artigo clássico, “Como curar um fanático”, argumentando em defesa da controvérsia e da diferença. Afinal, um fanático nunca entra num debate: se ele considera que algo é ruim, seu dever é liquidar imediatamente aquela abominação. No segundo ensaio, inspirado no livro Os judeus e as palavras, o autor tece uma belíssima reflexão sobre o judaísmo como eterno jogo de interpretação, reinterpretação, contrainterpretação. A fé nada teria a ver com a ideia de verdades eternas ou absolutas; o judaísmo, para Oz, é justamente a cultura do questionamento – e do debate…” Onde comprar: Amazon


Francine Ramos

Criou o Livro&Café em 2011, é professora de Língua Portuguesa, adora ler e trabalhar com mediação de leitura. Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Primeiramente, Fora Temer!

Livro&Café é feito por Francine Ramos, desde 2011.

“Livros, o precioso sangue dos espíritos imortais” Virginia Woolf