10 frases do livro A Gaia Ciência, de Nietzsche

A gaia ciência é um livro com algumas discussões interessantes de Friedrich Nietzsche, que aborda temas diversos, como a arte, moral, história, conhecimento, livro. Um livro considerado “com a maior diversidade de formas literárias, incluindo versos humorísticos, aforismos, breves diálogos, parábolas, poemas em prosa e pequenos ensaios.” Confira abaixo 10 frases do livro A Gaia Ciência, de Nietzsche:

1.

“Um único homem sem alegria basta para criar numa casa inteira um mau humor contínuo e para a envolver numa nuvem escura: e é um milagre se este homem não está presente! É preciso muito para que a felicidade seja doença tão contagiosa. De onde é que vem isso?”

2.

“Teimosia e fidelidade: ele defende ainda por teimosia uma causa cuja fraqueza vê, mas chama a isso “fidelidade”.”

3.

“Aquele que sabe profundo esforça-se por ser claro; aquele que gostaria de parecer profundo à multidão esforça-se por ser obscuro.”

4.

“Os leitores extraem dos livros, consoantes o seu caráter, a exemplo da abelha ou da aranha que, do suco das flores retiram, uma o mel, a outra o veneno.
O que é um livro que nem mesmo sabe levar-nos para além de todos os livros?”

5.

“O que amas nos outros? As minhas esperanças.”

6.

“Os nosso pensamentos são as sombras dos nosso sentimentos, são sempre mais obscuros, mais vazios, mais simples do que estes.”

7.

“O que vem a ser a originalidade? ‘Ver” alguma coisa que ainda nã tem nome, que ainda pode ser nomeada, ainda que toda a gente a tenha debaixo dos olhos. Tais como os homens são de ordinário, é somente o nome da coisa que começa a tornar-lhe visível. Os originais, geralmente, foram também os “nomeadores”.”

8.

“Quando se vive só, não se fala muito alto, não se escreve também muito alto: receia-se o ecno, o vazio do eco, a crítica da ninfa Eco. A solidão modifica as vozes.”

9.

“Quais são, então, em última análise, as verdades do homem? São os seus erros irrefutáveis.”

10.

“Não se sonha, ou, se sonha, é de uma maneira interessante. É necessário aprender a estar acordado da mesma maneira: ou de maneira nenhuma ou de uma maneira interessante”.

Compre “A Gaia Ciência” (F. Nietzsche) na Amazon


Francine Ramos

Criou o Livro&Café em 2011, é professora de Língua Portuguesa, adora ler e trabalhar com mediação de leitura. Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Primeiramente, Fora Temer!

Livro&Café é feito por Francine Ramos, desde 2011.

“Livros, o precioso sangue dos espíritos imortais” Virginia Woolf