Resenhas

Resenhas

O Muro de Pedra (Elisa Lispector): a liberdade como um problema

A diferença é enorme. Em sua História Concisa da Literatura Brasileira, Alfredo Bosi dedica três páginas à Clarice Lispector. À outra Lispector,...

Resenhas

Viva la vida tosca! (João Gordo): uma memória cultural, televisiva e musical

Como escreveu Fernanda Young no prefácio de Viva La Vida Tosca (Dark Side Books, 2016), “João Francisco Berdan, com este nome elegante,...

Resenhas

O Caderno Rosa de Lori Lamby (Hilda Hilst)

Hilda Hilst pode ser considerada um dos maiores talentos literários do Brasil. Assim como ela mesmo afirmou, por escrever em língua portuguesa,...

ResenhasVirginia Woolf

[Conto] Casa Assombrada (Virginia Woolf): um sopro

Além dos romances, Virginia Woolf (1882 – 1941) foi um exímia escritora de contos, que estão presentes em várias coletâneas organizadas por...

Resenhas

“Ao mestre, com carinho” O São Paulo FC da era Telê (Felipe Morais)

Talvez seja difícil entender a admiração e apreço que a torcida do São Paulo Futebol Clube ainda conserva por Telê Santana, ao...

Resenhas

Eu dormi com Joey Ramone (Mickey Leigh com Legs McNeil)

Qual é a primeira coisa que passa por sua mente ao ler na capa de um livro: eu dormi com Joey Ramone?...

Resenhas

O Retrato de Dorian Gray – A história de uma beleza sem alma

“Não existe arte que possa decifrar o sentido da alma pela face.” O olhar, a postura e as expressões podem ajudar a...

Resenhas

Haroun e o mar de histórias (Salman Rushdie): uma defesa alegórica à liberdade de expressão

O livro é uma defesa alegórica à liberdade de expressão. O nome das personagens e dos locais são simbólicos; o nome do...

ResenhasVídeo

A Mulher Desiludida (Simone de Beauvoir): três mulheres e o existencialismo

A Mulher Desiludida é um livro que reúne três contos de Simone de Beauvoir, escritora, filósofa e um dos grandes nomes quando...

ResenhasVirginia Woolf

Um romance não escrito (Virginia Woolf): um conto sobre inspirações literárias

Um romance não escrito é o nome do conto que Virginia Woolf escreveu em 1920 e foi publicado em uma revista. Depois,...

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.