grande sertão

Diário de Leitura – Grande Sertão: Veredas (1)

Hoje, 26 de outubro de 2011 comecei a leitura do clássico brasileiro escrito por Guimarães Rosa. Gosto do nome dele e imagino um gato persa no sofá da minha sala, cinza, com o nome de Guimarães Rosa.

Estou nas primeiras páginas, não sei se vou conseguir chegar ao final, pois tenho de lê-lo até o dia 03 de novembro para fazer, com dignidade, uma avaliação no meu curso de Letras.

Fiquei zonza com a primeira frase, o extenso primeiro parágrafo: frases curtas, intensas gerando um pensamento complexo. Não estou acostumada a ler. E, confesso, até pensei que sendo leitora louca de Virginia Woolf não seria difícil ler o Guimarães. Engano meu. Estou patinando, mas eu chego lá.

Agora vou levar um documento para fazer alguns exames médicos para controlar meu hipotireoidismo (a mesma coisa que o Ronaldo Fenômeno tem. Ele disse numa entrevista que isso era o motivo de seu excesso de peso. Não sou gorda, não estou engordando. Amém.) Vai ter fila e estarei com o grande sertão aberto. Depois vou passar no  McDonald’s Subway, em seguida vou à faculdade e o Guimarães debaixo do braço e dentro da minha mente. Estou a vaguear pelas primeiras páginas. Mas é bom. 

Diário de Leitura Grande Sertão Veredas – parte 1

Onde comprar “Grande Sertão: Veredas”: Amazon

Imagem padrão
Francine Ramos
Editora da Livro&Café desde 2011. É professora de Língua Portuguesa e tenta ser escritora (um conto seu foi publicado na coletânea Leia Mulheres, em 2019). Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.
Artigos: 832

Assine nossa newsletter

Toda semana um resumo com os principais conteúdos da revista em seu e-mail!

5 comentários

  1. […] Travessuras da Menina Má, do ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 2010 Mario Vargas Llosa, e iniciei minha leitura de Grande Sertão: Veredas criando a série Diário de […]

  2. não passei da terceira página. shame on me.

  3. Eu comecei a ler há muitos anos e parei (acho que nao estava preparada). Dei de cara com ele aqui em Madrid, numa estante com meia dúzia de livros em português, está aqui comigo. Quem sabe me animo também…a fila aqui está grande, muitas letras pra pouco cérebro…rsrsrs

    beijos!

  4. Gosto muito de Guimaraes Rosa, mas realmente é uma leitura dificil, demorei muito para conseguir me adaptar ao seu estilo. Lembro que peguei Grande Sertão várias e várias vezes para ler e não conseguia ultrapassar o primeiro capítulo, então um dia, transformei em desafio pessoal e dessa vez, segui em frente.

Deixe um comentário