O Casaco de Marx – roupas, memórias, dor (Peter Stallybrass)

“(…) a roupa é um tipo de memória. Quando a pessoa está ausente ou morre, a roupa absorve sua presença ausente.” (p. 14)

 photo o-casaco-2_zpsyo78pzfi.jpgQuando terminei de ler “O Casaco de Marx – roupas, memórias, dor”, comecei a pesquisar sobre Peter Stallybrass, pois eu nunca tinha ouvido falar dele. Descobri que ele trabalha na University of Pennsylvania, é professor de inglês e de literatura. Entre suas diversas pesquisas, se encontra um estudo sobre Marx, que originou os textos desse livro, que foi lançado no Brasil em 1999 e já está na 4ª edição, pela Editora Autêntica e tradução de Tomaz Tadeu.

Os 3 textos do livro, a partir de uma peça de roupa – um casaco – refletem o que há em torno dessa vestimenta, não no sentido da beleza estética, mas tudo que é possível analisar sobre o comportamento humano. Aquela roupa que nos lembra tal momento da vida. A saudade, a memória e a dor que está dentro de nós, mas que se materializa numa roupa.

O primeiro texto chama-se “A vida social das coisas: roupas, memória, dor”. Um homem que tenta entender o seu próprio choro durante a apresentação de um trabalho e que somente depois percebe que o motivo foi a lembrança de um amigo morto e o seu casaco.

O segundo texto, menos poético e mais informativo, “O Casaco de Marx”, relata as dificuldades de Karl Marx para conseguir escrever O Capital, um livro que explica conceitos do capitalismo e usa como exemplo um casaco, o próprio casaco de Marx que ele teve de penhorar diversas vezes para conseguir dinheiro e então poder escrever.

“O mistério do caminhar” é o terceiro e último texto. Contém o enigma da esfinge, Édipo Rei, Rei Lear e Primo Levi, tudo para o autor explicar sobre a importância do calçado (e outros acessórios) que completam os nossos apegos e memórias.

A profundidade que Peter Stallybrass conseguiu colocar em seu texto provoca uma nova percepção ao leitor e suas roupas. Em nenhum momento ele fala sobre Moda, o que ele busca é a transformação de uma simples peça num objeto de memória e de análise sobre a vida íntima das pessoas, até mesmo quando a pessoa é Karl Marx escrevendo sobre o capitalismo que quase o dilacerou e o proibiu de escrever sobre o tema.

Onde Comprar O Casaco de Marx: Amazon

Imagem padrão
Francine Ramos
Editora da Livro&Café desde 2011. É professora de Língua Portuguesa e tenta ser escritora (um conto seu foi publicado na coletânea Leia Mulheres, em 2019). Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

Assine nossa newsletter

Toda semana um resumo com os principais conteúdos da revista em seu e-mail!

Deixe um comentário