[Download grátis] Sejamos todos feministas (Chimamanda Ngozi Adichie)

Sinopse:

O que significa ser feminista no século XXI? Por que o feminismo é essencial para libertar homens e mulheres? Eis as questões que estão no cerne de Sejamos todos feministas, ensaio da premiada autora de Americanah e Meio sol amarelo.

“A questão de gênero é importante em qualquer canto do mundo. É importante que comecemos a planejar e sonhar um mundo diferente. Um mundo mais justo. Um mundo de homens mais felizes e mulheres mais felizes, mais autênticos consigo mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos criar nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos criar nossos filhos de uma maneira diferente.”

Chimamanda Ngozi Adichie ainda se lembra exatamente da primeira vez em que a chamaram de feminista. Foi durante uma discussão com seu amigo de infância Okoloma.

“Não era um elogio. Percebi pelo tom da voz dele; era como se dissesse: ‘Você apoia o terrorismo!’”. Apesar do tom de desaprovação de Okoloma, Adichie abraçou o termo e — em resposta àqueles que lhe diziam que feministas são infelizes porque nunca se casaram, que são “anti-africanas”, que odeiam homens e maquiagem — começou a se intitular uma “feminista feliz e africana que não odeia homens, e que gosta de usar batom e salto alto para si mesma, e não para os homens”.

Neste ensaio agudo, sagaz e revelador, Adichie parte de sua experiência pessoal de mulher e nigeriana para pensar o que ainda precisa ser feito de modo que as meninas não anulem mais sua personalidade para ser como esperam que sejam, e os meninos se sintam livres para crescer sem ter que se enquadrar nos estereótipos de masculinidade. Sejamos todos feministas é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston, que conta com mais de 1 milhão de visualizações e foi musicado por Beyoncé.

Download:

Saraiva (Lev): http://goo.gl/L0x8xs 

Livraria Cultura (Kobo): http://goo.gl/Oyv3CL

Amazon (Kindle): http://goo.gl/vsPfD2


Default image
Francine Ramos
Editora da Livro&Café desde 2011. É professora de Língua Portuguesa e tenta ser escritora (um conto seu foi publicado na coletânea Leia Mulheres, em 2019). Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

9 comentários

  1. […] Ao falarmos de literatura, contudo, nos deparamos com conceitos-chave como autor, herói, tradição e originalidade. Esses conceitos são definidos de acordo com a noção de cânone e ignoram a complexidade da estrutura social, perpetuando a ideologia presente no modelo de sociedade patriarcal. As mulheres estiveram do lado da história que não as favoreceu e o discurso literário age de acordo com a tendência masculina da justificativa do poder, dada por meio da noção de tradição. Tal conceito imprime os poderes políticos e culturais e exclui os indivíduos que não se enquadram nesse sistema construído, seja por diferentes ideias, raça, gênero ou classe. Na tradição, encontramos os perigos da história única, conforme nos elucida Chimamanda Ngozi Adichie em uma conferência homônima, proferida para o TED em 2009. […]

  2. […] A foto dela nesse post é do site Livro & Café, em que você encontra o link para download do livro Sejamos todos […]

  3. Obrigada 🙂

    Compartilhei com geral!!! 😉

  4. Olá, preciso do link para fazer o download. Não estou conseguindo pelos que aparecem na Saraiva, Kobo, etc…

  5. puxa, que frustrante, jurando que era um PDFzão..

  6. Onde está o link pra download, caso for os que aparecem Saraiva,Kobo, etc… não é possível, agradeço

  7. […] li. Antes desse, foi publicado no Brasil Hibisco Roxo, Meio Sol Amarelo e Sejamos Todos Feministas (disponível para download grátis), que pretendo ler em […]

  8. Adorei , vou começar a ler agora mesmo. É importante uma leitura desse tipo, já que hoje as pessoas carregam conceitos tão equivocados. É lamentável os erros e preconceitos por causa da falta de informação.

    • Pois é, infelizmente há muitas pessoas preconceituosas com o termo “feminista”, isso tem que mudar, urgente…. Eu li o livro ontem….e AMEI. Bjos!

Deixe um comentário