Uma seleção de filmes para pensar política e educação

Vamos pensar a política e a educação a partir de filmes transformadores?

Esse foi o ponto de partida da plataforma Videocamp ao preparar uma playlist especial Política e Cidadania e ao organizar, junto aos realizadores do filme SOS UERJ, uma ação especial para deixar o documentário disponível para ser assistido online e gratuitamente até o dia 5 de junho.

O Videocamp acredita no poder transformador da educação e sabe que o audiovisual é uma ferramenta potente para expandir diálogos. No atual momento da sociedade brasileira – quando se discute investimento na educação pública e na pesquisa acadêmica – é especialmente relevante e urgente falar sobre esse assunto.

 

Playlist “Política e Cidadania”

A plataforma reuniu nesta playlist obras audiovisuais que nos ajudam a refletir sobre o fazer político – seja em uma escola pública paulistana, nas periferias brasileiras, em Brasília ou na suprema corte dos EUA.

Entre as obras disponíveis estão: “Política: Modo de Fazer”, coprodução da Maria Farinha Filmes e GloboNews; o documentário “A Juíza”, duas vezes indicado ao Oscar 2019; e “Eleições”, produzido a partir do Edital Videocamp de Filmes 2017, sobre a disputa política pelo grêmio de uma escola e a construção de juventudes cidadãs.

 

“SOS UERJ” disponível online 

Um ato artístico vestiu de luto a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) no início de 2017, em protesto ao sucateamento da educação e ao atraso dos repasses para a manutenção da universidade, dos salários dos funcionários e do financiamento de projetos científicos. O filme, com direção de Rafael Duarte e John John Valle com montagem de João Pedro Diaz, explora a manifestação como ponto de partida para provocar a reflexão em torno da crise do Rio e da educação no Brasil.

Com essa premissa, SOS UERJ fica disponível no Videocamp, para ser assistido online e gratuitamente, até o dia 5 de junho(Clique aqui para ter acesso à ação.)

 

Mais informações no site do Videocamp.

Avatar
Bruna Bengozi

Bruna é mestra em História pela USP, redescobriu (e redescobre) o amor pelos livros, pela música e pela vida. Aguarda ansiosamente a queda do capitalismo e do patriarcado. Sofre de "síndrome do impostor".

Não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado