Encontro convida mulheres para celebrar o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, em Sorocaba

Mulheres lésbicas, bis e pansexuais se reúnem com o objetivo de dialogar sobre saúde, arte e empoderamento nos dias sete e oito de setembro

Um espaço de acolhimento onde mulheres podem conversar sobre suas vivências, dores, alegrias e inquietações a partir de atividades artísticas e culturais é o objetivo do primeiro encontro de mulheres lésbicas, bis e pansexuais que acontece nos dias sete e oito de setembro e também celebra o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, registrado dia 29 de agosto. O evento será realizado nos dias sete e oito de setembro, no Ateliê Cultural que fica na Rua Tereza Lopes, n 379, em Sorocaba (SP).

A entrada tem o valor de cinco reais para conferir a Mostra de Arte, apresentações e oficinas. No local, haverá venda lanches veganos ou vegetarianos e obras artísticas. O encontro é idealizado por Ana Rei Nascimento, Ana Cirullo, Irina Rodrigues, Roberta Barcelli e conta com o apoio de Livia Poloto, responsável pela Casa Txai. O evento contará com roda de conversa sobre saúde sexual da comunidade LGBT +, oficina de empoderamento, oficina de criatividade e acolhimento grupal, além de música e atividades culturais.

Foto: Divulgação / Bruna Pregnolatto.

Leia mais: Rafiki: um filme sobre mulheres que amam mulheres

Em 29 de agosto de 1996, ocorreu o primeiro Seminário Nacional de Lésbicas (Senale), grande marco para as PLéBs do Brasil, que marca o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica. “A data é importante, porque a gente não está só promovendo visibilidade a estes corpos, mas lembrando e reivindicando locais para que possamos dialogar acerca das nossas vivências, das nossas dores e alegrias, de questões psicológicas e de questões da nossa sexualidade”, conta Ana Rei, uma das responsáveis pelo projeto “Abé”, que realiza oficinas de criatividade e acolhimento grupal.

Em ambos os dias, ficará disponível a Mostra de Arte, a partir das 10h até as 21h, das expositoras: Ana Luiza, Barbara Gabriel, Barbara Lavínia, Bruna Pregnolatto, Fernanda Atayde, Gabriela Godinho, Gabrielle Corrêa, Irina Rodrigues, Lígia Mazzer e Mariana Maia, Rafaella Mussato, Sophia Andrezza, Rafaella Chor e Verônica Heidemann.

Confira a programação do encontro:

Atividades e oficinas no dia sete de setembro:

10h-12h – Roda de Conversa “Saúde Sexual da Comunidade LGBT+”, com a Ginecologista Carolina Gurgel e os Estagiários de Enfermagem Gabriel Gandar e Larissa Garcia.

13h – 15h – Oficina de Empoderamento por meio da Bateria (instrumento), com Marina Dias e Roberta Barcelli

16h-17h – Palco aberto para as poetisas, as performers, etc.

18h – Apresentação de música com Thay Jenom.

19h – Apresentação de música com Bianca Saballero e Sandy Domingues.

20h – Apresentação de música com Marina Dias.

Arte: Sophia Andrezza.

Atividade e oficinas no dia oito de setembro:

13h-15h – Rodas de Conversa “Relacionamento abusivo entre mulheres e o papel da Psicóloga na Saúde Mental das PLéBs”, com a psicóloga Maeli Soares (06/150.573), Ana Cirullo e Roberta Barcelli.

15h-18h – Abé: Ciclo de Oficinas de Criatividade, acolhimento grupal realizado por Ana Rei Nascimento e a psicóloga Amanda Mariano Rozas (CRP 06/143.237).

19h – Apresentação de música com Vivian Moreno & Mariana Maximiniano.

20h – Apresentação de música com a MC sougabrela e DJ Tamara.

Acompanhe pelo Facebook:

Evento https://www.facebook.com/events/455297298643282/ 

Página da mostra https://www.facebook.com/mostrapleb  

 

Foto da capa: Divulgação / Bruna Pregnolatto.

Anúncio
Avatar
Bruna Bengozi

Bruna é mestra em História pela USP, redescobriu (e redescobre) o amor pelos livros, pela música e pela vida. Aguarda ansiosamente a queda do capitalismo e do patriarcado. Sofre de "síndrome do impostor".

Não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado