A Literatura angolana de Pepetela e Ondjaki: 6 livros essenciais

A literatura angolana é muito recente, pois o seu início ocorreu no século XX, período em que intelectuais de Angola, cansados da colonização portuguesa e domínio da cultura europeia, trouxeram para o seu país uma nova oportunidade de registrar suas próprias histórias, ancestralidade e culturas. Com o fim da colonização dos portugueses, em 1975, o país tomou novos rumos. No entanto, muitas outras guerras aconteceram por lá, o que ocasionou em uma literatura engajada e sensível.

Pepetela (pseudônimo de Artur Carlos Maurício Pestana dos Santos) e Ondjaki (pseudônimo de Ndalu de Almeida) são os escritores angolanos mais conhecidos no Brasil e, portanto, elaborei uma lista com os principais livros desses autores que contribuem de forma tão valiosa para a compreensão da cultura, da arte, da política e da história de Angola. Confira:

1. Mayombe (Pepetela)

Publicado originalmente em 1980, “Mayombe” foi escrito durante a participação de Pepetela na guerra de libertação de Angola, e retrata o cotidiano dos guerrilheiros do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) em luta contra as tropas portuguesas. O romance inova ao abordar não somente as ações, mas os sentimentos e reflexões daquele grupo, as contradições e conflitos que permeavam sua organização e as relações estabelecidas entre pessoas que buscavam construir uma nova Angola livre da colonização. Leia a resenha | + Amazon

2. O planalto e a estepe (Pepetela)

COMPRE NA AMAZON

Do encontro entre um estudante angolano e uma jovem mongol, nos anos 1960, em Moscou, nasce um amor proibido. Baseada em fatos verídicos, romanceados pelo autor, esta história põe em evidência o vazio dos discursos ideológicos e palavras de ordem, que se revelam sem relação com a prática. Política internacional, guerra, solidariedade e amor, numa rota que liga um ponto perdido da África a outro da Ásia, passando pela Europa e até Cuba. Uma viagem no tempo e no espaço de uma geração cansada de guerra num mundo cada vez menor. Maravilhoso e comovente, este é um romance sobre o triunfo do amor, contra todas as vontades e todas as fronteiras. + Amazon

CONHEÇA: 10 escritoras africanas que precisamos ler

3. Lueji, o nascimento de um império (Pepetela)

Em Lueji, o nascimento de um império, Pepetela constrói uma narrativa original, revelando a história de duas mulheres, Lu e Lueji, personagens separadas uma da outra por 400 anos, mas unidas numa mesma trajetória: o confronto com o mundo e a busca por identidade. É por meio dessa intersecção, que extrapola os próprios limites do tempo na prosa, que o autor tece a História de Angola. E as lacunas deixadas pelo mito, pelo saber colonial e pela tradição oral são preenchidas pela fascinante ficção de Pepetela. + Amazon

literatura angolana
Leia a resenha

4. Os transparentes (Ondjaki) 

Os protagonistas de Os transparentes são pessoas simples, habitantes da cidade de Luanda que vivem e compartilham seus afetos e suas memórias. São personagens surpreendentes, ricos em complexidade humana, que desejam, choram, festejam, lutam e fantasiam. Eles contam suas histórias, relembram os tempos da guerra e fazem planos para o futuro. Aparecem também personagens como autoridades, fiscais, jornalistas, pesquisadores, todos interessados nas riquezas naturais do país e enredados na experiência urbana de uma grande cidade africana. Por fim são histórias íntimas e coletivas, problemas individuais e familiares que traçam um painel de uma Angola cheia de contrastes, vivendo a transição muitas vezes difícil entre a cultura arraigada e a chegada do novo. | Leia a resenha aqui | Compre na Amazon

5. Os da minha rua (Ondjaki)

literatura angolana
Capa do livro Os da minha rua. COMPRE NA AMAZON

Neste livro Ondjaki passeia pela infância vivida em Luanda nas décadas de 1980 e 1990. Os limites entre biografia e ficção são continuamente desafiados: basta observar o tom intimista a mesclar-se continuamente a uma perspectiva histórica. Dessa forma Ondjaki amplia os horizontes da literatura angolana conduzindo os leitores a cenas de caráter intimista que levam ao registro de uma época em Angola. Portanto, trata-se de uma obra muito flexível de intenso hibridismo que se vale de outro tom muito próximo ao da crônica. Este surge por meio do registro sobre o cotidiano que vem a ser uma das marcas incontestáveis desse gênero. + Amazon

6. Avódezanove e o segredo do soviético (Ondjaki)

AvóDezanove e o segredo do soviético é um romance importante para a literatura angolana. O livro ultrapassa o horizonte histórico e biográfico, pois resulta num relato ficcional amparado na poesia da imaginação, no humor inocente da infância e na linguagem. E tudo isso, por fim, combina o sabor da oralidade do português angolano ao talento narrativo de um jovem escritor. Leia um trecho na Amazon



Avatar
Camila Martins

Fã de David Foster Wallace e Italo Calvino, perde horas assistindo séries na Netflix, gosta de sorvete de amendoim e ouvir The Strokes aos domingos de manhã. Colabora no Livro&Café desde janeiro/2017.

Não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado