Literatura comparada: 3 livros essenciais para os estudantes de Letras

Conheça 3 livros essenciais sobre Literatura Comparada que todo estudante de Letras
precisa conhecer!

Quando a gente chega na faculdade de Letras, um novo mundo nos é apresentado. Além da leitura de textos teóricos e literários, o aprofundamento da aprendizagem é o maior ganho. Muitos vão para o curso de Letras porque querem ser professores, outros porque gostam de gramática e também temos aqueles que amam a literatura e querem ampliar mais o repertório de compreensão enquanto leitores e futuros profissionais. Portanto, essa lista se encaixa mais a esse terceiro grupo, pois os 3 livros abaixo servem como um guia para entender, analisar e estudar a literatura e suas tantas possibilidades.

As informações dos livros foram retiradas da sinopse.

1. O que é literatura comparada?

literatura comparadaQue é literatura comparada? Qual o seu espaço? Quais os seus parâmetros? Históricos, genéticos, sociológicos, estatísticos, comparativos? Eis algumas das questões, entre muitas outras, que P. Brunel, Cl. Pichois e A. M. Rousseau, professores das Universidades de Paris e da Provença, desenvolvem neste trabalho de comparatista e teoria literária.

Traduzido para o português pela ensaísta e professora de letras e teatro da USP, Célia Berrettini, o livro representa uma contribuição valiosa para a escassa bibliografia especializada no assunto. Assim, pela precisão de suas informações e pela profundidade de suas análises, trata-se de uma obra da maior utilidade para o acesso aos estudos literários.

2. Literatura Comparada: história, teoria e crítica

literatura comparadaUma das motivações básicas deste livro é o sentimento de que para a compreensão do ‘objeto escorregadio’ que é a literatura comparada é necessário que se revisite sempre sua história tanto no plano internacional quanto no local. É o que faz Sandra Nitrini neste livro obra que a autora apresenta como pertencente à família dos estudos introdutórios.

O fio histórico das discussões sobre o objeto e métodos da literatura comparada e alguns de seus temas fundamentais são aqui apresentados tratando de conceitos como influência, imitação e originalidade, além das principais teorias que contribuíram mais recentemente para o desenvolvimento dessa disciplina como a estética da recepção e a intertextualidade. Por fim, a autora traça um panorama da produção comparatista acadêmica no Brasil e analisa ensaios significativos de autores como Antonio Candido Silviano, Santiago Haroldo de Campos e Roberto Schwarz. + Amazon

CONHEÇA 8 livros para entender (um pouco) a literatura

3. Literatura Comparada – reflexões

O livro “Literatura Comparada: reflexões” é um conjunto de nove ensaios, centrados em torno de dois eixos: a Literatura Comparada, disciplina que se vem transformando significativamente de meados do século XX ao presente, e a América Latina, o contexto geo-político-cultural de onde emana a voz do autor e que é problematizado e repensado constantemente ao longo dessas páginas.


Os textos aqui enfeixados versam sobre a questão do pós-moderno e dos embates culturais. Também tecem indagações sobre as relações do comparatismo com a Historiografia, a Crítica, a Tradução e a Teoria Literária. Em todos eles sente-se uma crítica aos sistemas dicotômicos, excludentes, que por longo tempo nortearam a reflexão no âmbito dos estudos literários, e vislumbra-se a busca de alternativas, de cunho predominantemente inclusivo, que contemplem as muitas formas de expressão, reconhecendo suas diferenças. Livro indisponível nas principais livrarias, mas talvez você encontre em um sebo ou em uma boa biblioteca para empréstimo.


Avatar
Francine Ramos

Editora da Livro&Café desde 2011. É professora de Língua Portuguesa e tenta ser escritora (um conto seu foi publicado na coletânea Leia Mulheres, em 2019). Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

Não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado