primavera das mulheres

Primavera das Mulheres: a síntese histórica para entender o feminismo e sua importância no mundo contemporâneo

Livro responde, de forma contundente, questões sobre este movimento, desde suas origens até a atualidade
Black Friday Amazon

“O feminismo nunca desapareceu, muito pelo contrário, avançou de forma rápida, sacudiu e transformou o mundo e, com ele, todas e todos os seus habitantes, feministas ou não”, afirma a assessora jurídica espanhola Pilar Pardo Rubio. Desde seu surgimento no final do século XIX, novas ondas de manifestações surgiram em direção à luta contra as agressões maritais, sexuais, assédio moral ou remuneração salarial igualitária.

Ao mesmo tempo, ser ativista continua sendo um perigo para as mulheres. É esse cenário sobre o qual a autora se debruçou para escrever Primavera das Mulheres, lançamento da Editora Cultrix, que responde a dezenas de questões atuais sobre o tema e mostra suas raízes históricas, as estratégias de luta, os conflitos e as contradições do movimento feminista.

São 100 questões respondidas, em linguagem clara e jornalística, com exemplos, dados e comparações. Das dúvidas mais comuns às mais modernas provocações, a autora joga luz sobre o tema mostrando o que já foi conquistado e o que ainda há para ser.

Leia mais: 7 vídeos para aprender mais sobre feminismos

Por que o feminismo nunca esteve na moda?

Existem homens feministas e mulheres machistas?;

Por que as feministas querem igualdade de direitos com os homens?;

Por que os homens são o primeiro sexo?;

Por que não aprendemos feminismo na escola se ele é tão importante?


Essas são algumas das perguntas respondidas por Pilar.

Primavera das Mulheres: a síntese histórica para entender o feminismo e sua importância no mundo contemporâneo

Dessa forma, Primavera das Mulheres é notadamente um livro ativista, uma síntese de tudo que se conhece sobre o tema. Tem o poder de ensinar ao mesmo passo que quebra barreiras ainda erguidas por uma parcela da sociedade que teima em depreciar o poder da mulher ao desvalorizá-la.  

O livro se divide em nove eixos temáticos, que abordam, entre outros: Os segredos e mentiras sobre a igualdade; Conceitos-chave para entender o feminismo; O feminismo depois do voto e a suposta liberdade das mulheres; Feminismo em tempos de urgência: a importância da igualdade.

A autora trata os movimentos feministas mais marcantes no mundo como se fossem “ondas”. A primeira protagonizada pelas sufragistas e a mais recente, iniciada em 2012, cuja origem está no empoderamento feminino, no uso de seu corpo sem obedecer as regras impostas pelo patriarcado, contra o assédio sexual e violência contra a mulher e na diminuição do abismo de desigualdade generalizada que separa homens e mulheres.  Pilar apresenta as investidas das mulheres pela igualdade desde a Idade Média, o Iluminismo e Revolução Francesa, a Declaração da Independência dos Estados Unidos até os dias de hoje – destacando as décadas de 1960; 70 e 80 como importantes marcos do desenvolvimento do feminismo –  e a luta do movimento, na Europa, na América Latina e nos países islâmicos, entre outras localidades onde o movimento avança, apesar de cenários controversos.

Trechos e frases da obra:

“Ser feminista é um exercício de liberdade a partir do questionamento do que é próprio de cada sexo”

“O machismo é a ideologia que defende a superioridade dos homens sobre as mulheres. Para o machismo homens e mulheres diferentes, são desiguais, e, nessa relação, por menor que seja de poder, eles sempre terão mais que as mulheres e as dominarão.  O feminismo, além de luta pacífica contra a negação às mulheres de seu direito a ter direitos, é um campo de reflexão e debate aberto sobre a liberdade de ser homem ou mulher”.

Sobre a autora:

Primavera das Mulheres
Pilar Pardo Rubio. Foto: divulgação.

PILAR PARDO RUBIO é assessora jurídica no Conselho de Educação da Comunidade de Madri, na Espanha, e especialista em transversalização jurídica da perspectiva de gênero. Ela colabora como professora e pesquisadora no curso de mestrado oficial Igualdade de Gênero, da Universidade Complutense de Madri. Participou de diversas pesquisas de gênero, tendo sido ainda vencedora do Prêmio de Inovação Científica e do Prêmio da Academia de Cinema. Também transversalizou material de formação para a Organização Internacional de Seguridade Social e, hoje, colabora com a Agência de Cooperação Espanhola em projetos jurídicos para a implementação de políticas de igualdade na República Dominicana, que resultaram em dois regulamentos aprovados pela Suprema Corte de Justiça e pela Junta Central Eleitoral, assim como na criação de uma Unidade de Igualdade de Gênero no Tribunal Superior Eleitoral desse país.

Compre “Primavera das Mulheres” na Amazon

Imagem padrão
Colaboradores
Seja um colaborador(a) do site Livro&Café! Saiba como no link abaixo.

Assine nossa newsletter

Toda semana um resumo com os principais conteúdos da revista em seu e-mail!

Deixe um comentário