gatos

15 livros para quem ama gatos

Compartilhe:

Sim, eu me tornei a doida dos gatos, além de ser a doida dos doguinhos e dos livros!

Ninguém perguntou, mas eu adotei um gato! Ou, melhor, o gato me adotou. Apareceu na garagem de casa, sujo, machucado e assustado. Estava de coleira, sem identificação; arriscamos procurar o tutor pelas redes sociais e grupos no WhatsApp, mas ele ou ela não apareceu. Até considerei colocá-lo para adoção, apareceu uma pessoa responsável e interessada. Mas a minha crise de apego, refletida em MUITO choro, falou mais alto. Dei uma de Nazaré Tedesco e agora tenho um gato, o Tobias, com todas as suas alegrias e estranhezas!

E como não se apaixonar por esses animaizinhos que também conquistaram o universo dos livros? Listei abaixo algumas obras que trazem, em suas páginas, os nossos amados bichanos!

Vida de gato | Serge Baeken

O quadrinista e ilustrador Serge Baeken sempre adorou gatos. E dá para culpá-lo? Inteligentes, ágeis, companheiros ― ele já dividiu muitos momentos ao lado de seus bichanos, e tudo começou com Mascavo, que viveu respeitáveis 18 anos ao lado de seu dono. Sempre aprontando muito, é claro. Em Vida de Gato, mais novo lançamento da DarkSide® Books, Baeken convida o leitor a conhecer o mundo visto a partir da perspectiva dos felinos. O resultado é um quadrinho autobiográfico que vai ganhar o seu coração, mesmo que você não tenha um gatinho para chamar de seu. Baeken encanta com sua arte em preto e branco, rica em detalhes, e seu tom divertido e emocionante de contar histórias. O selo DarkSide® Graphic Novel ganha mais um quadrinho feito com esmero, no padrão de qualidade que os darksiders já conhecem e adoram ― uma edição tão caprichada que, a Caveira jura, até vai fazer seu bichano desviar os olhos daquela caixa de papelão. + COMPRE SEU EXEMPLAR

Relatos de um gato viajante | Hiro Arikawa

O gato Nana está viajando pelo Japão. Ele não sabe muito bem para onde está indo ou por que, mas ele está sentado no banco da van prata de Satoru, seu dono. Lado a lado, eles cruzam o país para visitar velhos amigos. O fazendeiro durão que acredita que gatos só servem para caçar ratos, o simpático casal dono de uma pousada que aceita animais, e o marido abandonado pela esposa que ama animais. Mas qual é o motivo dessa viagem? E por que todos estão tão interessados em Nana e Satoru? Ninguém sabe muito bem o que está acontecendo e Satoru não diz nada, mas quando Nana descobrir o motivo da viagem, seu pequeno coração passará por uma das mais difíceis provas de suas sete vidas. Narrado em vozes alternadas, esse romance emocionante e divertido nos mostra um jovem de grande coração e um narrador-gato muito esperto, numa amizade que desafia as fronteiras de um país e da própria vida. + COMPRE SEU EXEMPLAR

LEIA MAIS >> 10 livros japoneses que você precisa ler!

O que podemos aprender com os gatos: 60 grandes lições para levar a vida com graça e leveza | Neil Somerville

Prepare-se para desvendar a sabedoria dos gatos para desfrutar melhor a vida. Aproveitar ao máximo os momentos e oportunidades, potencializar suas qualidades e ter mais prazer no dia a dia: esses são alguns dos segredos que esses bichanos adoráveis podem nos ensinar de maneira simples e graciosa. Neste livro, ricamente ilustrado com desenhos que representam as características mais intrínsecas dos gatos, estão 60 lições inspiradoras para você refletir e aprender coisas como lidar com o estresse, deixar uma boa primeira impressão, ser mais persuasivo, valorizar suas melhores características e muito mais! + COMPRE SEU EXEMPLAR

O gato e o escuro | Mia Couto

Pintalgato vive sendo alertado pela mãe para que não ultrapasse a fronteira do dia. Mas ele, louco para descobrir o que se esconde sob a sombra da noite, decide se aventurar e acaba tendo um encontro inusitado com o escuro. Quando volta para a luz do dia, descobre que seu pêlo, antes amarelo com pintinhas, está preto como a noite, e fica apavorado. Com ajuda da mãe, porém, consegue perceber que o medo do escuro, na verdade, é o medo das “ideias escuras que temos sobre o escuro”. Com uma prosa envolvente e cheia de pequenas surpresas poéticas, Mia Couto elabora uma bela fábula sobre as aflições e o encantamento com o desconhecido. Nas palavras do autor: “A maior parte dos medos que sofremos, crianças e adultos, foram fabricados para nos roubar curiosidade e para matar a vontade de querermos saber o que existe para além do horizonte”. + COMPRE SEU EXEMPLAR

LEIA MAIS >> Vozes Anoitecidas (Mia Couto): problemas sociais e guerra civil

Os gatos | T. S. Eliot

Durante toda a década de 1930, T. S. Eliot deu de presente a seus afilhados e amigos uma série de poemas. Enviados por carta – que ele assinava como “o velho gambá”, apelido cunhado por Ezra Pound -, esses poemas narravam a vida de um grupo de gatos, do temível Mac Anália (o “Napoleão do crime”) ao mágico Sr. Mistófelis, passando pelo velho Deuteronômio e pelo teimoso Rin Tim Tan Tam. Após a morte de T. S. Eliot, seus poemas serviriam de base para o musical Cats, um dos mais longevos do West End londrino e da Broadway. Nesta nova edição, ilustrada por Axel Scheffler e com a célebre tradução do poeta Ivo Barroso, o leitor descobrirá por que um gato deve ter três nomes diferentes. Mergulhará num mundo de tigelas de leite roubadas, gatos que desaparecem misteriosamente, gatos atores, gatos pobres, ricos e de todas as espécies. E aprenderá também uma daquelas verdades que só os grandes poetas sabem nos dizer: um gato não é um cachorro. + COMPRE SEU EXEMPLAR

O grande livro dos gatos | Vários autores

Dizem que o cachorro é o melhor amigo do homem, mas precisamos concordar que são os gatos os melhores amigos da literatura. Grandes escritores como Patricia Highsmith, Raymond Chandler e Haruki Murakami são conhecidos por seu amor e dedicação aos bichanos. Nesta coletânea, estão reunidos os contos mais clássicos sobre a relação dos felinos com a humanidade. Desde Théodore de Banville, passando por Émile Zola, Charles Perrault, Honoré de Balzac, Edgar Allan Poe, H. P. Lovecraft, Guy de Maupassant, Arthur Conan Doyle e muitos outros, os gatos são protagonistas dessas histórias cheias de mistério, reviravoltas e… sonecas. Bem ao estilo felino. + COMPRE NA AMAZON

O gato malhado e a andorinha Sinhá | Jorge Amado

Um livro que começou como um presente para o filho de Jorge Amado, João, e terminou conquistando a literatura, o teatro e o balé. Qual a história? O temperamento do Gato Malhado não era nada bom: bastava aparecer no parque para todos fugirem às pressas. E ele não se importava mesmo com os outros, ia tocando a vida com a indiferença habitual. Até que, chegada certa primavera, o Gato nota que a Andorinha Sinhá não tem receio algum dele. Foi o suficiente para que dali nascesse a amizade dos dois, que se aprofunda com o tempo. + COMPRE SEU EXEMPLAR

LEIA MAIS >> Contra os fascistas: nem a rosa, nem o cravo, de Jorge Amado

Agir e pensar como um gato | Stéphane Garnier

Ao observar Ziggy, seu gato, Stéphane Garnier começou a perceber que muitas coisas que fazia sem ter vontade, muita gente com quem convivia e nada tinha a lhe acrescentar, muito estresse e energias negativas que trazia para casa depois de um dia de trabalho só serviam para uma coisa: fazer com que se sentisse mal, pra baixo, infeliz…Foi num desses dias em que Ziggy caminhava pela sua mesa de trabalho, deitava-se sobre o teclado do computador e não parava de mordiscar a tampa da caneta, que Stéphane entendeu que ele estava querendo lhe transmitir uma mensagem: “Ei! Que tal desligar um pouco?” Desligar… Talvez fosse esse o segredo que ele desejava contar já havia algum tempo: largar de mão, entregar-se ao essencial, pensar no próprio bem-estar, ou seja… Viver como um gato! Stéphane descobriu que os gatos vivem muito melhor do que nós! São livres, honestos, carismáticos, nobres, independentes… e temos MUITO a aprender com eles. + COMPRE SEU EXEMPLAR

Miados de sabedoria: Manual para uma vida incrível com seu gato | Rita Ericson

Este livro é para aprender todas as coisas legais que seu gato poderia lhe ensinar, se ele falasse. Observar os gatos dormindo, se mexendo e fazer carinho naquele pelo fofinho nos faz muito bem, a sensação de bem-estar é imediata. Mas só amar não basta. A comunicação felina é muito diferente da nossa. Os miados não são a principal forma de linguagem entre eles. Os gatos aprenderam que miar funciona MUITO bem para chamar a nossa atenção. Mas, entre eles, a linguagem é outra. O olhar, a postura corporal, o balançar da cauda, a aproximação ou o distanciamento dizem muito. Nós, humanos, não somos naturalmente capazes de ler essa linguagem, mas podemos e devemos aprender. + COMPRE SEU EXEMPLAR

Sobre gatos | Doris Lessing

Doris Lessing (1919-2013), Prêmio Nobel de Literatura em 2007, é uma das mais reconhecidas escritoras do planeta. Seu caso de amor com gatos começou na infância, na fazenda africana onde cresceu, e sua fascinação pelos felinos só fez aumentar ao longo dos anos em que dividiu sua casa e sua vida com essas “criaturas domesticadas”. Sobre gatos é uma deliciosa coletânea que reúne três narrativas inéditas no Brasil: “Gatos em particular”, “Rufus, o sobrevivente” e “A velhice de El Magnífico”. É um trabalho de raro afeto e delicada compaixão, sem deixar de lado certa mordacidade, bem ao estilo de sua escrita. O que une, por exemplo, seres humanos e gatos? Qual é a experiência desse relacionamento sob a ótica de uma escritora tão preocupada com a sociedade, suas perspectivas sociais e políticas? Os apaixonados por gatos vão encontrar nas páginas deste livro momentos de alegria e reflexão. + COMPRE SEU EXEMPLAR

Desenhos para quem ama gatos: 50 modelos inspiradores e exercícios criativos para gateiros | Gemma Correll

Você está eternamente coberto de pelos. Suas estantes são cheias de livros sobre gatos, cartões, petiscos, e brinquedos para bichanos. Com certeza você não é uma pessoa louca por gatos, e sim um fanático por essa espécie felina! Com mais de 50 sugestões de esboços, exercícios, cenas improváveis e modelos fabulosos, a ilustradora Gemma Correll – dona de um belo estilo consagrado – esbanja imaginação e estimula os fãs de gatos a explorar, experimentar e soltar a criatividade para retratar seus amiguinhos dengosos. Repleto de páginas para rabiscar e desenhar, este livro é perfeito para talentos que têm uma queda por tudo que se refere a gatos. + COMPRE SEU EXEMPLAR

Sobre gatos | Charles Bukowski

gatos

Gatos são os animais mais admirados por Charles Bukowski, que chegou a ter vários deles ao mesmo tempo. Considerava-os professores, sábios e sobreviventes – como ele próprio. Esta coletânea é composta de textos inéditos sobre esses bichos misteriosos que tocaram a alma alquebrada do Velho Safado. Uma leitura crua, terna e divertida. Bukowski e gatos, duas paixões. Charles Bukowski, o poeta da sarjeta e da ressaca, o romancista do desencanto do sonho americano, quem diria, tinha um fraco por bichanos peludos e ronronantes. Principalmente na velhice, tornou-se sentimental com os felinos, que considerava criaturas majestosas, potentes e inescrutáveis, seres sensíveis cujo olhar inquietante pode penetrar as profundezas da alma. Eram, para ele, forças únicas da natureza, emissários sutis da beleza e do amor. Abel Debritto, biógrafo do autor que editou duas outras coletâneas temáticas, Sobre o amor e Escrever para não enlouquecer, reuniu aqui poemas e textos em prosa inéditos contendo reflexões sobre os animais que tanto fascínio e respeito provocavam em Bukowski. + COMPRE SEU EXEMPLAR

LEIA MAIS >> Traz teu amor pra mim e outros contos (Charles Bukowski)

Eu sou um gato | Natsume Soseki 

gatos

Ao aparecer num terreno baldio, “sombrio, úmido e pegajoso”, o gato, narrador deste romance, depois de passar por algumas poucas adversidades, acaba parando numa casa onde é acolhido por Chinno Kushami, o professor mal-humorado e estagnado em sua completa falta de perspectiva. Ridiculariza de maneira demolidora a vida da intelectualidade do Japão da Era Meiji, mostrando a fragilidade do professor e daqueles que o cercam. Sugerindo-se sempre como um ser de raça superior, o gato, com sua pesada munição e ares de dândi, não poupa nada nem ninguém. Sua linguagem é carregada de sarcasmo quando o assunto é o ser humano. Todos os personagens passam pelo crivo do felino que leva o leitor a uma jocosa aventura, chamando-o para ser seu cúmplice na tarefa de desvendar o trágico cinismo interior de cada personagem e seu mundo repleto de mesquinhez, mentiras, vaidades e desolação. Muitas vezes trazendo para o texto idéias de escritores e filósofos do passado ou contemporâneos, Soseki propõe uma reformulação do modo japonês de escrever e pensar, a partir do contato com o pensamento e os costumes do Ocidente. Essa reformulação vem ao encontro das mudanças efetuadas na Era Meiji (1868-1912), quando o Japão passou por reestruturações políticas, econômicas e sociais, tornando-se potência mundial. + COMPRE SEU EXEMPLAR

O livro gato | Silvia Borando

gatos

Aí vai uma dica para quem gosta de livros fofos e interativos! Se você não resiste a bolas de pelos macias que sabem ronronar, este livro vai conquistá-lo! Mais do que a uma simples leitura, O livro gato convida o pequeno leitor a interagir a cada página, virando-a para descobrir o que o gatinho vai fazer… + COMPRE SEU EXEMPLAR

Amor em minúscula | Francesc Miralles

gatos

Autor de diversos títulos voltados ao público infantil e juvenil, o catalão Francesc Miralles investe, pela primeira vez, num público mais maduro. Sem perder a delicadeza, ele tece uma trama carregada de esperança e dramaticidade. Em Amor em minúscula, Miralles cria um personagem capaz de ligar os personagens-chave de uma maneira para lá de original. Um gato de rua, que funciona como a linha usada por Teseu para escapar do Labirinto do Minotauro. É a ele que leitores se agarram para seguir os sonhos, ambições e frustrações dos heróis dessa história. Amor em minúscula é uma história inteligente e divertida capaz de revelar os pequenos segredos para uma vida mais plena e equilibrada. + COMPRE SEU EXEMPLAR

Compartilhe:
Imagem padrão
Bruna Bengozi

Bruna é mestre em História pela USP e graduanda em Letras pela Univesp. Redescobriu (e redescobre) o amor pelos livros, pela música e pela vida. Aguarda ansiosamente a queda do capitalismo e do patriarcado. Sofre de "síndrome da impostora".

Assine nossa newsletter

Toda semana um resumo com os principais conteúdos da revista em seu e-mail!

Deixe um comentário