Emily Brontë além de “O morro dos ventos uivantes”

Emily Brontë foi um escritora inglesa e escreveu utilizando um pseudônimo masculino, Ellis Bell. Seu único romance “O morro dos ventos uivantes” faz parte da lista os grandes clássicos da literatura inglesa.

Emily Brontë
O único retrato da autora, pintado pelo seu irmão em 1834

A autora, junto das duas irmãs, gera um certo fascínio devido à dificuldade em encontrar informações mais completas sobre sua vida. E, o fato de ter sido uma vida solitária e reclusa, contribui para o imaginário popular sobre quem foi afinal Emily Brontë.

O que se pode fazer é estudar sua obra e, assim construir um certo tipo de ideal – mas ainda muito longe da realidade – sobre como era a vida e, principalmente, o olhar dessa escritora para o mundo à sua volta. Um mundo conservador e que, em diversas formas, contribuiu para a vida de isolamento da autora.

Além de “O morro dos ventos uivantes”

Dependíamos totalmente de nós mesmos e uns dos outros, dos livros e do estudo para encontrar diversões e ocupações na vida. O estímulo mais elevado, bem como o prazer mais vivo, que conhecemos da infância em diante residia em nossos primeiros esforços na composição literária.”

Emily Brontë

O morro dos ventos uivantes foi publicado em 1847 e desde então, a obra gera admiração devido às suas características românticas e góticas. Há alguns anos, por exemplo, o livro voltou a fazer parte da lista dos mais vendidos por conta da personagem principal do filme Crepúsculo ter aparecido em uma cena lendo o romance de Emily Brontë.

E por que pensar na autora além do livro “O morro dos ventos uivantes”? Porque quando se está diante de um livro clássico, além da história, há uma outra história para ser acessada. Neste caso, a história de vida de uma mulher que viveu integralmente para a literatura, mas devido ao encarceramento social a qual foi submetida, publicou pouco e quase foi apagada pela história.

Se não fosse a força de suas palavras que atravessaram barreiras conservadoras, Emily Brontë seria apenas mais uma mulher esquecida, que não viveu sua vida devido às amarras do patriarcado. Ao ler “O morro dos ventos uivantes, isso deve ser sempre lembrado.

Compre os livros de Emily Brontë na Amazon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.