Modernismo no Brasil: como tudo começou?

O Modernismo no Brasil é uma escola literária muito ampla, pois seus reflexos estiveram presentes em diversos campos das artes. Então, para conhecer toda a sua importância para o país, é importante acessar não somente os livros, mas outras artes que acompanharam a famosa Semana de Arte Moderna, que ocorreu em São Paulo, no ano de 1922.

Quando se estuda as escolas literárias, para fins de compreensão, elenca-se os principais acontecimento da época. Dessa forma, para o Modernismo no Brasil, a Semana de Arte Moderna marca o início dessa vertente, porém, outros acontecimentos sociais e políticos da época também possuem importância, pois sabemos que as eferverscências culturais não acontecem do dia para a noite e sim de uma forma gradual, como um espelho que se constrói aos poucos: um movimento, um desejo, uma voz da sociedade.

Modernismo no Brasil: como tudo começou?

Algo comum na história da literatura no Brasil é a tendência de “emprestar” as ideias europeias e transformá-la com a cara de nosso pais. Ou seja, o Modernismo já estava acontecendo na Europa e, por conta intercambio cultural da época ( e das condições financeiras dos intelectuais e artistas da época) podemos pensar que foi algo inevitável, uma vez que eles viajavam muito para a Europa com o motivo de acessar a arte e a vida e suas diversas formas. Exemplos:

  • Oswald de Andrade foi para a Europa em 1912 e conheceu a vertente do futurismo com alguns artistas da Itália. Ao retornar, declarou: “estamos atrasados cinquenta anos em cultura, chafurdados ainda em pleno parnasianismo.”
  • Anitta Malfatti, fez uma exposição em 1917 com quadros impressionistas e foi muito criticada na época. Sua arte é considerada como o maior impulsionador do Modernismo no Brasil.
  • Poetas reconhecidos até hoje, como Manuel Bandeira e Mario de Andrade também realizaram publicações importantes para o início do movimento.

Ou, seja, quando ocorreu a Semana da Arte Moderna, os artistas já estavam sinalizando essa mudança de conceito artístico, de estética e, principalmente, como característica desse movimento, a liberdade para criar, sem amarrar, modelos ou estruturas.

Livros sobre o Modernismo no Brasil

modernismo no BrasilModernismo Brasileiro e Modernismo Português: Subsídios Para o seu Estudo e Para a História das Suas Relações

Magistral estudo consagrado às relações culturais e literárias entre Brasil e Portugal durante o período modernista.

Apresenta um panorama amplo, profundo e complexo do que foi o movimento em língua portuguesa. Então, o leitor encontrará aqui, seja nas análises do autor, seja nas dezenas de documentos pouco conhecidos que são finalmente impressos em volume, muitos elementos que afirmam a necessidade de rever conceitos cristalizados na tradição historiográfica sobre o Modernismo brasileiro. + Amazon

modernismo no BrasilEscritos Sobre Arte e Modernismo Brasileiro

Reunião de ensaios de Marta Rossetti Batista (1941-2007), uma das mais importantes historiadoras da arte brasileira.

O volume traz 25 textos da pesquisadora, que antes estavam dispersos em periódicos, catálogos e outras publicações, sobre Mário de Andrade, Anita Malfatti, Di Cavalcanti, Sérgio Milliet, Lasar Segall, Brecheret e muitos outros personagens centrais de nosso modernismo. Assim, a edição inclui uma bibliografia completa da produção crítica da autora. + Amazon

modernismo no BrasilPoesia, mito e história no Modernismo brasileiro

Para a autora, a literatura brasileira, com o modernismo, conquistou sua plena independência e maturidade. Isso inclui a própria língua, que se modernizou, aproximando-se da oralidade.

O estudo se debruça ainda sobre a reabilitação romântica do índio ocorrida no modernismo, além do cosmopolitismo e do nacionalismo do movimento. + Amazon

Avatar
Francine Ramos

Faz da Livro&Café parte essencial de sua vida desde 2011. É professora de Língua Portuguesa, adora ler, escrever (um dia vai publicar um livro) e trabalhar com mediação de leitura. Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado