Banda de hardcore feminista faz show em Sorocaba

Na quinta-feira (21), Sorocaba recebe o show da Anti-corpos, uma banda de hardcore feminista original do litoral paulista com mais de 15 anos de estrada que atualmente está estabelecida em Berlim, Alemanha.

Através de sua música, o grupo formado por Adriessa Oliveira (voz), Helena Krausz (bateria), Marina Pandelo (baixo) e Andrzej (guitarra) pretende dar maior visibilidade às mulheres e lésbicas da cena hardcore e punk, produzindo letras de conteúdo político e ocupando espaços majoritariamente (hétero)masculinos. A importância dessa banda se dá por dois motivos, em primeiro lugar por tocar um som do tipo hardcore punk cross over, que é agressivo e rápido, estilo em que poucas mulheres se fazem presentes, e também porque através de suas letras simples e diretas consegue gerar a reflexão sobre temas que afligem mulheres e lésbicas de diversas partes do mundo.

Para abrir a noite, haverá show de estreia do duo Sânias, que nasceu da fusão de duas amigas em busca do autoconhecimento por meio de melodias carregadas de energia em expansão. Composta por Roberta Barcelli (bateria) e Stefany Riot (guitarra/voz), o duo sorocabano segue nas linhas do fuzz, punk rock e doom metal, flertando com ambas vertentes e se transformando, como elas chamam, em um punkadoom. As letras compostas em inglês seguem uma linha simplista e direta contando com temas como karma e desilusão.

Também terá apresentação do VERMENOISE, trio sorocabano de grindcore improvisado com muito blast beat e gritos horrorosos, uma anti-música para combater o sistema e incomodar os vizinhos.

Durante o evento, a comida vegana fica por conta do VEGANELAS, além de bebidas.

SERVIÇO:
SHOW DA BANDA ANTI-CORPOS
Maloca Centro Criativo (Rua Francisco Scarpa, 321, Centro, Sorocaba/SP)
A partir das 19h
Ingresso: R$15,00 (pagamento no evento)

Arte do flyer: Amanda Morettini

Avatar
Bruna Bengozi

Bruna é mestra em História pela USP, redescobriu (e redescobre) o amor pelos livros, pela música e pela vida. Aguarda ansiosamente a queda do capitalismo e do patriarcado. Sofre de "síndrome do impostor".

Não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado