10 filmes de terror adaptados de livros

Hoje é dia sexta-feira 13, final de semana chegando… E tudo isso pede? Isso mesmo, pede uma lista sensacional de filmes de terror que foram adaptados de livros! Então, boas leituras, boa sessão pipoca e bons sustos!

via GIPHY

Psicose

Não dá para fazer uma lista do gênero sem citar o mestre do suspense, Alfred Hitchcock. O filme Psicose, lançado em 1960, tornou-se um clássico (e uma das minhas obras favoritas), dando origem a sequências, remake, série etc. Mas nem todos sabem que o filme foi baseado em um livro escrito por Robert Bloch, em 1959, uma obra livremente inspirada no caso do assassino de Wisconsin, Ed Gein. Ele foi condenado em 1957 pelo assassinato de duas mulheres e por ter desenterrado cadáveres de inúmeras mulheres que se pareciam com sua mãe. Considerado insano, passou o resto da vida em uma instituição para tratamento mental. Uma curiosidade: Alfred Hitchcock comprou anonimamente os direitos do livro de Bloch por apenas US$ 9 mil. Logo após distribuiu várias cópias do livro, mantendo sempre segredo sobre o final da história. Puro suspense! + Compre Psicose na Amazon.

via GIPHY

 

Carrie – A Estranha

Também não dá para falar sobre terror sem falar das obras do escritor Stephen King. E seu livro Carrie – A Estranha recebeu diversas adaptações para o cinema, sendo a mais conhecida a versão dirigida por Brian de Palma, de 1976 (há também uma versão de 2013, com Chloë Grace Moretz e Julianne Moore no elenco). Como uma menina estranha que sofreu bullying na escola, essa história de Carrie realmente lava a minha alma – entendedores entenderão! Um clássico!  + Compre Carrie A Estranha na Amazon. 

via GIPHY

Resenha: Carrie, a estranha (Stephen King)

It: a coisa

Eu, particularmente, não gostei da adaptação recente de It para os cinemas, mas não posso negar que se trata de um sucesso de público, tanto que a sua continuação já está nas telonas. Sobre o livro, também escrito por Stephen King em 1986, é um dos mais famosos entre as obras de terror. Segundo o autor, em seu blog oficial, a história foi inspirada em um conto de fadas norueguês, “Os três cabritos rudes”, que fala sobre os três animais que precisam cruzar uma ponte para encontrar comida. Embaixo da ponte, no entanto, existe um troll que ameaça devorar os cabritos. King imaginou o que ele faria se um monstro debaixo da ponte ameaçasse devorá-lo, e imediatamente sentiu vontade de escrever um romance sobre isso. Coisa leve, né? + Compre It: a coisa na Amazon.

via GIPHY

Leia a resenha: A Coisa (Stephen King)

O Exorcista

Ah, eu amo histórias de exorcismo! Amo! Então jamais deixaria de fora este que se tornou, arrisco a dizer, a maior referência de filme de terror do século XX! A produção de 1973 foi adaptada do livro de William Peter Blatty, de 1971, e que foi inspirado no caso real do exorcismo de um adolescente. Na obra, Blatty conta a perturbadora história de Chris MacNeil, uma atriz que sofre com inesperadas mudanças no comportamento da filha de 11 anos, Regan. Uma curiosidade: o autor também foi responsável pelo roteiro da adaptação para o cinema de 1973, pelo qual ganhou um Oscar. O filme também conquistou dez indicações ao prêmio, inclusive de melhor filme, algo inédito para uma obra do gênero. Outra curiosidade, desta vez macabra: durante as filmagens, oito pessoas morreram de formas ainda não muito bem explicadas. Então tá, né? + Compre O Exorcista na Amazon.

via GIPHY

 

O Silêncio dos Inocentes

Pensou em canibalismo? Pensou em Hannibal Lecter! A história do psiquiatra canibal ganhou as telas do cinema e série (disponível na Netflix, com Mads Mikkelsen no papel de Hannibal). Na adaptação cinematográfica da obra de Thomas Harris, publicada em 1988, Jodie Foster vive Clarice Starling, agente novata do FBI, que procura por um assassino que ataca mulheres jovens e depois retira suas peles. Para construir o perfil psicológico desse psicopata, recorre à ajuda de um assassino preso que agia de forma semelhante. É o Dr. Hannibal Lecter, vivido pelo incrível Anthony Hopkins. Lecter, de fato, pode ajudar na investigação, mas quer em troca um local mais confortável para ficar preso, bem como se aproximar da durona Clarice, para que ela fale de seus traumas e revele seu lado vulnerável. A história mescla o horror dos crimes bárbaros com o horror psicológico que Lecter faz emergir. Tenso! + Compre O Silêncio dos Inocentes na Amazon.

via GIPHY

 

O bebê de Rosemary

Estamos falando de filmes e livros de terror, então não há espaço para bebês fofos, especialmente quando se trata do bebê de Rosemary, né? O romance que deu origem ao filme foi escrito por Ira Ervin e foi aclamado por público e crítica. Ervin foi responsável por outros livros famosos do gênero, sendo foi premiado com três Edgar Awards pela Mistery Writers of America, além de um Bram Stoker Award pelo conjunto da obra, concedido pela Horror Writers Association. Em 1969, O bebê de Rosemary foi adaptado para o cinema em uma produção que se tornou um clássico do terror, estrelada por Mia Farrow e Roman Polanski. Em 2014, a força da história sinistra de Rosemary e seu bebê chegou à TV americana, em uma elogiada minissérie estrelada por Zoe Saldana, a nossa querida Gamora do Universo Marvel. + Compre O bebê de Rosemary na Amazon.

via GIPHY

 

Desafio do Além

Dirigido por Robert Wise, Desafio do Além (The Haunting) foi lançado em 1963 e foi inspirado no romance Assombração da Casa da Colina, de Shirley Jackson (que a Vanessa Pessoa maravilhosamente resenhou aqui). A película é um clássico do terror e referência no que diz respeito aos filmes sobre casas acometidas por presenças sobrenaturais desagradáveis. E a Shirley Jackson nem precisa de maiores apresentações: foi uma das principais autoras americanas do século XX, influenciando escritores como Stephen King, Donna Tartt, Neil Gaiman e Richard Matheson. Sua história de casa assombrada também rendeu a adaptação para uma série original Netflix. + Compre Assombração da Casa da Colina na Amazon.

via GIPHY

 

Frankenstein

Aqui tem muito amor por este livro e pela sua criadora, Mary Shelley! Este clássico da literatura, publicado em 1823, também ganhou as telas em diversas adaptações. No longa Frankenstein De Mary Shelley (1994), Kenneth Branagh está no papel de Victor Frankenstein, o estudante de medicina determinado a ganhar poder sobre a vida e a morte. Ele cria um ser vivo a partir de partes de cadáveres, mas o medo e o espanto ante seu próprio feito o levam a rejeitar a criatura a quem deu origem. Abandonada e atordoada, a criatura, vivida por Robert De Niro, acaba tornando-se o algoz de seu criador. Só posso pedir que leiam o livro e vejam o filme! + Compre Frankenstein na Amazon.

via GIPHY

 

Entrevista com o Vampiro

Tem gente que coloca este filme na categoria de terror, mas não sei se concordo muito. Só sei que é um filmão e é baseado na obra homônima da americana Anne Rice, publicada em 1976. Aliás, você pode ler uma resenha minha sobre Príncipe Lestat, outro livro da escritora, aqui. Já o filme, de 1994, trouxe Brad Pitt e Tom Cruise nos papeis dos vampiros Louis de Pointe du Lac e Lestat de Lioncourt, respectivamente, e ajudou a criar toda uma áurea de mistério, sensualidade e drama (algo que Crepúsculo não chegou nem perto, sorry!). Ah, Anne Rice não só aprovou a adaptação do seu livro, como declarou na época para o New York Times e Vanity Fair que o filme se tratava de uma obra-prima. + Compre Entrevista com o Vampiro na Amazon [versão em quadrinhos].

via GIPHY

 

Drácula

Encerro esta lista mencionando o clássico romance do irlandês Bram Stoker, publicado em 1897, e que chegou às telas em versões que também valem ser citadas. A mais famosa talvez seja a de 1992, Drácula De Bram Stoker, que ganhou os Oscars de fotografia, maquiagem e efeitos sonoros. Keanu Reeves (crush, me nota!) é Jonathan Harker, um jovem advogado londrino que viaja a trabalho para o interior da Europa. Lá, é capturado pelo conde Vlad Dracula (Gary Oldman), que fica obcecado pela foto de Mina (Winona Ryder), a noiva do rapaz. Mina lembra uma antiga paixão de Vlad, morta de forma trágica no século XV. O conde parte para Londres atrás de Mina e por lá instaura um reinado de terror enquanto tenta seduzir a jovem garota. Porém, não dá para pensar em Drácula sem vir à mente a imagem de Bela Lugosi, o ator que imortalizou o personagem no cinema em 1931. + Compre Drácula na Amazon.

via GIPHY

Eu sei que ficaram muitas adaptações de fora desta lista! Que tal deixar suas sugestões nos comentários para eu fazer uma sequência?

Anúncio
Avatar
Bruna Bengozi

Bruna é mestra em História pela USP, redescobriu (e redescobre) o amor pelos livros, pela música e pela vida. Aguarda ansiosamente a queda do capitalismo e do patriarcado. Sofre de "síndrome do impostor".

Não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado