Explore um plano de aula para os primeiros anos do Ensino Fundamental, baseado na encantadora história da Dona Baratinha. Descubra como esse plano envolve atividades interativas de leitura, expressão corporal e arte, alinhadas com os princípios da BNCC. Uma abordagem educativa que promove o desenvolvimento integral dos alunos, estimulando a imaginação, a criatividade e o trabalho em equipe.

    Para o professor conhecer a história da história…

    “A história da Dona Baratinha” é um conto popular de origem portuguesa que foi transmitido oralmente ao longo dos séculos e posteriormente registrado em forma de livro por diversos autores. Não há um autor específico atribuído a essa história, pois faz parte do folclore e é contada de diferentes maneiras em várias regiões do mundo.

    A narrativa gira em torno de uma baratinha que encontra uma moeda de ouro e decide se casar. Ela recebe diversos pretendentes, como o rato, o gato, o cachorro e o sapo, mas nenhum deles é aceito devido às suas características e limitações. Finalmente, a baratinha se casa com o ratinho, que é aceito por ela não pelo que possui, mas pelo que é.

    Existem várias versões do conto da Dona Baratinha, algumas mantendo a estrutura básica da história, enquanto outras introduzem variações nos personagens, nos desfechos ou nas lições morais. Por exemplo, em algumas versões, a baratinha casa-se com o ratinho, enquanto em outras ela fica sozinha ou escolhe um pretendente diferente. A lição principal transmitida pela obra é geralmente sobre a importância de olhar para além das aparências e valorizar as qualidades internas das pessoas.

    Essa história é uma alegoria que ensina sobre valores como sinceridade, humildade e aceitação. Ela também aborda temas como o respeito mútuo nas relações interpessoais e a importância de fazer escolhas com base no verdadeiro caráter das pessoas, em vez de julgar apenas pela aparência ou pelo status social.

    Objetivo da Aula:

    • Introduzir os alunos ao conto tradicional “A história da Dona Baratinha”.
    • Desenvolver habilidades de compreensão de texto, oralidade, expressão corporal e criatividade.

    Recursos Necessários:

    • Livro ou versão impressa do conto “A história da Dona Baratinha”.
    • Projetor ou quadro para apresentação.
    • Lápis de cor e papel.
    • Música relacionada à história (opcional).
    A história de Dona Baratinha
    A versão da escritora Ana Maria Machado é um primor!

    Etapas da Aula:

    1. Introdução (10 minutos):

    • Cumprimente os alunos e crie um clima acolhedor.
    • Pergunte se algum aluno já ouviu falar sobre a história da Dona Baratinha. Permita que compartilhem suas experiências, se houver.
    • Introduza o tema da aula, explicando que eles vão conhecer essa história e realizar algumas atividades relacionadas a ela.

    2. Leitura do Conto (15 minutos):

    • Faça a leitura em voz alta do conto “A história da Dona Baratinha”, utilizando recursos como entonação de voz e gestos para tornar a leitura mais envolvente.
    • Após a leitura, faça perguntas de compreensão simples sobre a história para garantir que os alunos tenham entendido o enredo, os personagens principais e o desfecho.

    3. Atividade de Expressão Corporal (15 minutos):

    • Divida a turma em grupos pequenos.
    • Peça para cada grupo encenar uma parte da história utilizando expressões corporais e gestos para representar os personagens e os acontecimentos.
    • Os alunos podem se revezar nos papéis de Dona Baratinha, os pretendentes (rato, gato, cachorro e sapo) e outros personagens secundários.
    • Após as encenações, promova uma breve discussão sobre as diferentes interpretações dos grupos e como cada um representou os personagens e a história.

    4. Atividade de Arte (10 minutos):

    • Distribua papel e lápis de cor para os alunos.
    • Peça para desenharem uma cena da história da Dona Baratinha.
    • Incentive a criatividade e a atenção aos detalhes, como os personagens, o cenário e os objetos presentes na cena escolhida.

    5. Encerramento (5 minutos):

    • Reúna os alunos em roda e faça uma reflexão final sobre a história da Dona Baratinha.
    • Pergunte o que aprenderam com a história e se gostaram das atividades realizadas.
    • Finalize a aula ressaltando a importância da imaginação, da criatividade e do trabalho em equipe.

    Avaliação:

    • A avaliação pode ser realizada de forma contínua durante toda a aula, observando a participação dos alunos, o envolvimento nas atividades propostas e o entendimento demonstrado durante a discussão final.

    [Conheça também] Plano de Aula: A história da gotinha de água (para 1º ou 2º ano do Ensino Fundamental)

    Conexão deste plano de aula com a BNCC

    1. Campos de Experiência:

    • O eu, o outro e o nós: Através das atividades de expressão corporal e encenação da história, os alunos desenvolvem habilidades de cooperação, empatia e respeito mútuo ao trabalhar em grupo e ao representar diferentes personagens.
    • Traços, sons, cores e formas: A atividade de arte permite que os alunos explorem a expressão artística por meio do desenho, estimulando a percepção visual, a criatividade e a habilidade motora fina.

    2. Competências Gerais:

    • Compreender e utilizar a língua portuguesa como língua materna: A leitura do conto e as perguntas de compreensão desenvolvem a habilidade de compreensão textual, além de estimular a expressão oral ao discutir sobre a história.
    • Desenvolver o pensamento científico, crítico e criativo: As atividades propostas incentivam os alunos a pensar de forma crítica e criativa ao interpretar a história, representar os personagens e criar suas próprias versões por meio do desenho.

    3. Habilidades específicas:

    • Habilidade de oralidade: A leitura em voz alta do conto e as atividades de expressão corporal promovem o desenvolvimento da oralidade, permitindo que os alunos pratiquem a fala de forma clara e coerente.
    • Habilidade de expressão artística: A atividade de arte estimula a expressão artística dos alunos, permitindo que explorem diferentes materiais e técnicas para representar suas ideias visualmente.
    Share.