8 curtas LGBTQI para pensar sobre amor e diversidade

Uma lista de curtas LGBTQI para pensar, refletir e compartilhar! 

Não deveria ser tão complicado amar. Não deveria tantos olhos de preconceito em torno das formas de amar e viver. Esses olhos que ainda se intensificam e agem na violência. Justo na violência, no ódio, que é o contrário do amor. Assim, a arte tem o seu papel fundamental pela oportunidade de se colocar no lugar do outro, na realidade do outro.

A lista abaixo contém curtas LGBTQI que ajuda a refletir sobre amor e diversidade. Eles fizeram parte do prestigiado Iris Prize Film Festival, que acontece todo ano na Europa em prol da causa LGBTQI.

1. My Brother Is A Mermaid

“Meu irmão é uma sereia” é a história de um menino que vê como o seu irmão mais velho é transgênero. A inocência infantil e o amor incondicional conduzem o curta. Veja o trailer:

My Brother Is a Mermaid – Trailer from Alfie Dale on Vimeo.

2. Azul Vazante

Produção brasileira sobre uma mãe que procura na enfermaria do hospital seu filho  e encontra uma filha. Filmado ao ar livre, em praças lotadas e em ruas movimentadas, com membros do público desempenhando um papel inconsciente no filme.

O curta é de Julia Alquéres, professora e roteirista. Trabalha em oficinas de cinema e literatura. “Vazando azul” é seu primeiro curta-metragem. Conheça o Facebook 

azul vazante | trailer from Trapézio Produções Culturais on Vimeo.


3. Reforma

Mais um brasileiro na lista de curtas LGBTQI! Esse ganhou ganhou o Prêmio da Associação Brasileira de Críticos de Cinema – Abraccine no Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro. O roteiro é de Fabio Leal.

Segundo o festival Iris, “o curta é considerado engraçado, leve e sincero. O personagem não consegue parar de compartilhar o seu amor por doces e filmes de Julia Roberts.”

Sinopse: “Saindo com um rapaz diferente a cada dia, Francisco revela à amiga Flávia que está insatisfeito com seu corpo gordo. Ela o ouve, mas tem dificuldade para entender a dimensão do problema do amigo.”

Conheça o Facebook sobre o curta.

–> Procurei o trailer em diversos lugares, mas não achei 🙁

4. “Estigma”

Entre os curtas LGBTQI que compõem esta lista, “Estigma” mostra o trailer mais impactante, pois a solidão e a autodepreciação são elementos utilizados para abordar a questão do preconceito e das doenças psicológicas de uma maneira intimista.

5. We are dancers

Um drama de 1933 ambientado em Berlim. A história é sobre Hansi Sturm, um artista de cabaré anti-nazista e seus amigos. Eles vivem o drama de abandonar o clube de dança ou ficar e enfrentar os nazistas.

We Are Dancers trailer from Joe Morris on Vimeo.

6. “How To Live Your Life Correctly”

Uma sociedade cheia de regras e um amor lésbico. O curta possui toques satíricos e surreais.


Fonte: Cultura Inquieta (tradução livre) e Iris Prize Festival (aqui você encontra a lista de todos os curtas LGBTQI)

7. Carlito se va para siempre

A história se passa na floresta amazônica, nas margens de um rio e de uma vila que  resistem ao mundo moderno, apesar da força colonial e sua “catequização”. Carlito, um jovem calado, vive ali por toda a vida, até que um dia decide sair. Ele se despede da avó e de mais ninguém e parte em busca de felicidade e liberdade.

TRAILER CARLITO SE VA PARA SIEMPRE from Alexandre de Villeneuve on Vimeo.

8. “Ponyboi”

“Ponyboi” é considerado o primeiro filme narrativo dirigido e estrelado por um ator intersexual. A história é sobre uma prostitua que tenta quebrar os conceitos de gênero da sociedade americana.

Conheça: 30 livros incríveis com personagens LGBT

Referências: Cultura Inquieta e Iris Prize


Avatar
Francine Ramos

Editora da Livro&Café desde 2011. É professora de Língua Portuguesa e tenta ser escritora (um conto seu foi publicado na coletânea Leia Mulheres, em 2019). Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

Não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe um comentário

O seu e-mail não será publicado