Já leu algum romance de banca? Diga que sim!!! 🙂
Ao longo dos anos, esses romances se tornaram parte integrante da cultura popular brasileira, proporcionando momentos de escapismo e diversão para milhões de leitores em todo o país.

Nos corredores de sebos é fácil se deparar com os icônicos romances de banca, que cativam leitores ávidos por histórias de amor envolventes e emocionantes. Entre as diversas séries que conquistaram os corações dos leitores, destacam-se os romances “Bianca”, “Sabrina” e “Julia”. Essas coleções, que fizeram grande sucesso a partir dos anos 70, oferecem uma vasta gama de narrativas românticas que exploram desde os encontros casuais até os amores proibidos…

Origens e evolução

Os romances de banca no Brasil têm suas raízes nas publicações estrangeiras, como os famosos “penny dreadfuls” britânicos e os “dime novels” americanos do século XIX. No entanto, foi na década de 1970 que o romance de banca ganhou popularidade em terras brasileiras, com a criação da Editora Abril.

A Editora Abril foi pioneira ao introduzir o formato de livros de bolso, acessíveis e convenientes, contendo histórias de amor. Com o tempo, essas publicações se tornaram extremamente populares, conquistando um vasto público de leitores ávidos por romance.

A Coleção Bianca foi a primeira a ser lançada, em 1978, apresentando histórias mais leves e românticas, geralmente ambientadas em cenários exóticos ou na alta sociedade. Logo depois veio a Coleção Sabrina, em 1980, que trouxe tramas mais intensas, com elementos de suspense e aventura, além de romances históricos. Por fim, em 2000, surgiu a Coleção Julia, voltada para histórias contemporâneas e sensuais, com enredos mais ousados e personagens mais complexos.

Conheça 5 livros para fazer você chorar de tanta emoção!

Características e temáticas do “romance de banca”

Os romances dessas coleções são conhecidos por apresentarem uma série de características distintas que os tornam reconhecíveis entre os leitores. Em geral, eles são marcados por tramas envolventes, protagonistas carismáticos e finais felizes. No entanto, cada coleção tem suas próprias nuances e temáticas específicas.

A Coleção Bianca, por exemplo, muitas vezes explora o tema da redenção e do perdão, com histórias que destacam a capacidade de transformação dos protagonistas. Os cenários exóticos e as tramas leves são frequentemente utilizados para transportar os leitores para universos encantadores e românticos.

romance de banca

Por outro lado, a Coleção Sabrina oferece tramas mais intensas e dramáticas, muitas vezes ambientadas em épocas históricas ou em locais exóticos. Os romances desta coleção tendem a incluir elementos de mistério, intriga e aventura, adicionando uma camada extra de emoção às histórias de amor.

romance de banca

Já a Coleção Julia é conhecida por suas narrativas contemporâneas e sensuais, que exploram temas como o amor proibido, a superação de traumas e os desafios dos relacionamentos. Os romances desta coleção são frequentemente mais ousados e exploram a paixão de forma mais intensa.

romance de banca

Impacto cultural e popularidade

Ao longo das décadas, os romances de banca brasileiros se tornaram parte integrante da cultura popular do país. Essas histórias românticas não só proporcionam entretenimento para os leitores, mas também oferecem uma forma de escapismo e um refúgio temporário das pressões do dia a dia.

Além disso, as coleções Bianca, Sabrina e Julia desempenham, de certa forma, um papel na promoção da leitura no Brasil.

Quem eram os escritores e escritoras por trás dos romances de banca?

A coleção de romance de banca, como Bianca, Sabrina e Julia, contou com diversos autores ao longo dos anos, cada um contribuindo com para enriquecer o universo dessas histórias românticas. No entanto, é importante observar que muitos desses autores utilizavam pseudônimos, o que dificulta a identificação precisa de suas identidades.

Devido à natureza comercial e à grande demanda por novas histórias, muitos autores trabalhavam em colaboração com editoras, escrevendo sob diferentes pseudônimos ou em equipe, o que torna a identificação individual de cada autor uma tarefa desafiadora. No entanto, o talento e a criatividade desses escritores coletivos contribuíram significativamente para a riqueza e diversidade do universo dos romances de banca brasileiros.

E a coleção Jessica?

A série “Jessica”, assim como as coleções “Bianca”, “Sabrina” e “Julia”, faz parte do universo do romance de banca brasileiro e foi uma das mais populares e duradouras no mercado editorial. Criada pela Editora Nova Cultural, a série “Jessica” foi lançada em 1984 e rapidamente conquistou o coração dos leitores com suas histórias emocionantes e apaixonantes. Hoje em dia, a editora Harlequin comercializa esses livros:

Compre na AMAZON

Assim como nas outras coleções, os livros da série “Jessica” contaram com uma variedade de autores, muitos dos quais escreviam sob pseudônimos. A série abrangia uma ampla gama de subgêneros dentro do romance, incluindo romance contemporâneo, romance histórico, romance de época e até mesmo suspense romântico, oferecendo aos leitores uma experiência diversificada e envolvente.

O sucesso do romance de banca “Jessica” foi evidenciado pela sua longa duração no mercado editorial brasileiro, com novos títulos sendo lançados regularmente ao longo dos anos.

Embora a série “Jessica” não seja tão mencionada quanto as coleções “Bianca”, “Sabrina” e “Julia”, ela certamente deixou sua marca no cenário literário brasileiro, contribuindo para a diversidade e a riqueza do universo dos romances de banca e garantindo um lugar especial nas estantes e nos corações dos leitores românticos.

Você encontra romance de banca na Shopee!

Share.