Biografia: Divas Abandonadas (Teté Ribeiro)

Os Amores e os Sofrimentos das 7 Maiores Divas do Século XX

Glamour e fama sempre causam curiosidade aos meros mortais, muitas perguntas rondam as cabeças dos seres comuns quando eles vêem alguém famoso: como ele chegou até ali? O que ele sabe? Por que ele é especial, diferente, acima da média da beleza e do intelecto, por quê? E nessa tentativa de explicar a vida das maiores divas do século XX, Teté Ribeiro desenvolveu muito bem a sequência de fatos, atitudes e acasos que construíram a fama e a solidão dessas sete mulheres: Lady Di, Jackie K. Onassis, Sylvia Plath, Maria Callas, Tina Turner, Ingrid Bergman, e Marilyn Monroe.  O livro está dividido nesta ordem que inclui uma pequena biografia e os 10 fatos mais curiosos das mulheres lindas, inteligentes e com um grau de infelicidade acima da média, digo isso porque, como o título do livro explica, as mulheres são abandonadas por seus grandes amores ou então, o que é pior, viveram ao lado deles contentando-se com o mínimo de atenção. Porém, acho importante ressaltar que todas elas tiveram seus momentos felizes, alegrias plenas e realizações, assim como todos nós.

Parece surreal que Lady Di não conseguia encontrar um amor de verdade, mais estranho saber que Jackie K. eternizou o luxo de seus óculos de sol redondos e enormes porque ela achava o seu rosto imperfeito. Mais estranho ainda saber que Maria Callas amou o segundo marido de Jackie K., e viveu como amante dele. E que Sylvia Plath aguentou calada os flertes nada discretos de seu marido com uma amiga, mui amiga. Ingrid Bergman abandonou o filho por causa do seu grande amor, Tina Turner sofreu espancamentos constantes e abuso sexual do seu “namorado” e sentia medo de tomar uma atitude e Marilyn Monroe, linda e perfeita, usava manequim 46 e adorava contar mentiras.

E parece tão comum que todas elas eram inseguras, assim como todo mundo (não quero generalizar que somente mulher são, porque não é) e que toda a fama e dinheiro não faziam dessas mulheres felizes, afirmando o velho e maior clichê de todos.

O que mais gostei no livro de Teté Ribeiro foi a forma simples e objetiva que ela conseguiu produzir a vida tão tumultuada dessas mulheres, a linguagem dela é clara, o que considero fundamental para um boa biografia. De todas, a que mais me interessou foi Sylvia Plath, por motivos óbvios (ela foi uma poetisa americana) e a história que mais impressionou foi a de Maria Callas e o seu objetivo forte em se tornar uma grande cantora de ópera. Divas Abandonadas é um livro que vale a pena: por desmistificar o mundo luxuoso das grandes divas e também por mostrar que lutar pelos nossos objetivos, por mais diferentes e estranhos que sejam, valem muito à pena.

Onde Comprar Divas Abandonadas: Amazon

Imagem padrão
Francine Ramos
Editora da Livro&Café desde 2011. É professora de Língua Portuguesa e tenta ser escritora (um conto seu foi publicado na coletânea Leia Mulheres, em 2019). Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

Assine nossa newsletter

Toda semana um resumo com os principais conteúdos da revista em seu e-mail!

1 comentário

  1. Creideee !! Comentei do seu blog para a Renata …. da sua eterna ligação com as palavras…. Sempre me orgulho em falar de vc.. Minha amigona querida

    Bjo
    Creidinha

Deixe um comentário