Anedotas do destino

Cinco escritores que você precisa conhecer antes de morrer

1. Terry Pratchett

Terry é um escritor Inglês conhecido mundialmente pela sua série fantástica, Discworld. No Brasil, seus livros foram publicados pela Conrad Editora, mas a maioria está fora de circulação há anos e os preços nos sebos são exorbitantes.

A série Discworld foi traduzida em mais de vinte e cinco idiomas. Discworld é um mundo repleto de magia, inspirado na mitologia hindu. É sustentado por quatro elefantes gigantes, que por sua vez, estão em cima do casco de uma enorme tartaruga.

Pratchett também escreveu livros fora do universo do Discworld, como “O Fabuloso Maurício e seus roedores letrados” e “Os pequenos homens livres”.

Se interessou? Você pode começar por “A cor da magia”, o primeiro livro da série Discworld. Dá pra ler online aqui.

2. Ismail Kadaré

(Ele não é a cara do Ronaldo Ésper?)

Kadaré é um escritor albanês. Seus livros são publicados no Brasil pela Companhia das Letras. Em 2010 li “Abril Despedaçado”, que foi adaptado para o cinema nacional. Apesar de o filme ser mediano, o livro é muito bom. De lá pra cá li outros livros do albanês e todos me encantaram. É claro, que muitos de seus livros têm alguns problemas, mas a grande maioria é excelente.

Escrevi sobre ele aqui.

Abril Despedaçado é um bom começo para quem quiser conhecer Kadaré.


3. William Gibson

Gibson foi um escritor que me marcou profundamente. Estudei seu livro “Neuromancer” para o trabalho de conclusão de curso, que acabou se transformando em livro. Então, vou transcrever uma passagem do meu livro em que falo sobre esse escritor genial.

“William Gibson, com a ajuda de escritores como Bruce Sterling e John Shirley, criou o subgênero literário da ficção científica, denominado ciberpunk. Além disso, criou o conceito de ciberespaço na literatura.” (O Ciberpunk Gibsoniano, p. 53)

“[…] Neuromancer, seu livro mais famoso escrito em 1984, é vencedor de três prêmios de destaque na área da ficção científica: Hugo, Nebula e Philip K. Dick. A obra foi influenciada por Blade Runner e influenciou os irmãos Andy Wachowski e Larry Wachowski na produção do filme Matrix.” (O Ciberpunk Gibsoniano p. 54)

Seus livros são publicados no Brasil pela Editora Aleph. Obrigatório para os fãs de Sci-Fi.

4. Roald Dahl

Roald Dahl foi um escritor britânico que ficou popularmente conhecido através de seus livros infantis. Dahl é considerado um dos maiores contadores de história do mundo. Muitos de seus livros foram adaptados para o cinema, como, por exemplo, “A fantástica fábrica de chocolate”, “Matilda”, “As bruxas” e “James e o Pêssego Gigante”.

Suas histórias são encantadoras e singelas. Conquistam crianças e adultos pelo mundo afora. Todos já ouvimos falar de pelo menos um de seus livros que foram adaptados para o cinema. Agora, só falta conhecer a obra desse grande escritor!

5. Pablo De Santis

Pablo De Santis é um escritor argentino, nascido em Buenos Aires. Possui três livros publicados no Brasil: O calígrafo de Voltaire, O enigma de Paris e Os antiquários, resenhado aqui.
De Santis é formado em Letras pela Universidade de Buenos Aires. Antes de se tornar escritor, trabalhou como jornalista e roteirista de quadrinhos. Publicou oito romances, vários livros para adolescentes e em 2004 recebeu o Prêmio Konex de Platino.
Em Os antiquários faz uso do realismo mágico. Pablo é comparado a grandes escritores, entre eles, Borges, Casares e Zafón. Um nome que promete na Literatura Argentina.

Imagem padrão
Aléxia Roche
Sempre nutri uma paixão incondicional por livros e mal consigo falar da minha própria existência sem mencionar a Literatura. Os livros sempre estiveram presentes em todos os momentos da minha vida. Sou graduada em Letras Português/Inglês, graduanda em Letras Espanhol e leciono aulas de Inglês para o ensino fundamental.

Assine nossa newsletter

Toda semana um resumo com os principais conteúdos da revista em seu e-mail!

8 comentários

  1. Não fosse esse texto, eu acharia que Terry Pratchett era uma mulher. E como a Aléxia falou, já que citaram o Terry, poderiam também citar o Neil Gaiman.

  2. essa barrinha em cima do texto pra compartilhar antes m esmo de ler é scal, desisti de ler

    • Olá, Tiago! Não há barrinha para compartilhar em cima do texto. Qual o navegador que você está usando? Temos uma barra que fica na lateral (bem no cantinho esquerdo), testada e em perfeito funcionamento nos 3 navegadores principais: Mozilla, Chrome e Explorer. Por favor, não desista da gente, somo legais! rsrs

  3. O Terry é brilhante, Diego! Esqueci de mencionar no post que ele é amigo do Neil Gaiman e que escreveram um livro em parceria. Leia, não vai se arrepender! 😀

  4. Fiquei com vontade de Terry Pratchett! Acho que vou gostar da série. Obrigado por compartilhar, Aléxia!

Deixe um comentário