15 livros para quem ama gatos (ou para aprender a gostar deles)

Compartilhe:

Os gatos são bichos que despertam diferentes sentimentos e quando se aprende a amá-los, descobre-se uma nova forma de amor! Para colaborar com o clima de paz e amor aos gatos, abaixo você encontra 15 livros para quem ama gatos (ou para aprender a gostar deles). Tem clássicos, contemporâneos, best-sellers, para jovens leitores e infantis. Aproveite!

Os Gatos (T.S. Eliot)

Em uma lista de livros para quem ama gatos, não pode faltar T.S. Eliot!

Durante toda a década de 1930, T. S. Eliot deu de presente a seus afilhados e amigos uma série de poemas. Enviados por carta – que ele assinava como “o velho gambá”, apelido cunhado por Ezra Pound -, esses poemas narravam a vida de um grupo de gatos, do temível Mac Anália (o “Napoleão do crime”) ao mágico Sr. Mistófelis, passando pelo velho Deuteronômio e pelo teimoso Rin Tim Tan Tam. Àquela altura, Eliot já se consagrara um dos grandes nomes da literatura do século XX. + Amazon

Os Gatos (Patricia Highsmith)

Winston Churchill já dizia que os gatos são os únicos animais que nos olham de cima para baixo. A elegância, a inteligência e a independência deles sempre despertaram afeição e antipatia. A americana Patricia Highsmith é mais uma entre os grandes escritores que se renderam aos seus mistérios. Os gatos reúne três contos, três poemas, um ensaio – ilustrados com desenhos da própria autora – nos quais os felinos ocupam papel central… + Amazon

O Gato por dentro (William Burroughs)

Em uma lista de livros para quem ama gatos, não pode faltar William Burroughs também!

O gato por dentro é uma viagem sentimental e particularíssima pelo ancestral convívio entre gatos e humanos – e pela relação de alguns gatos com um ser humano específico: William S. Burroughs (1914-1997), célebre escritor beat, autor de Almoço nu e Junky, e inveterado amante de felinos. + Amazon

LEIA A RESENHA: O gato por dentro

Gatos Alados (Ursula K. Le Guin)

Quatro gatinhos nasceram com asas. Mamãe gata quer salvá-los da curiosidade de pessoas inescrupulosas, mesmo que para isso precise se separar deles + Estante Virtual

Um gato de rua chamado Bob (James Bowen)

É uma tarde de outono em Covent Garden, Londres. Trabalhadores correm para o almoço, turistas brotam de todos os lados e clientes entram e saem das lojas. No meio de tudo isso está um gato. Assim, usando um vistoso lenço Union Jack em volta do pescoço e cercado por uma multidão de 30 espectadores de boca aberta, Bob, o gatinho cor de laranja, sorri — é, sorri — timidamente. Por fim, próximo a ele, está seu dono James Bowen, com seu violão surrado, cantando músicas do Oasis. + Amazon

Reflexões do gato Murr (E.t.a Hoffmann)

Se um gato-narrador já seria uma opção narrativa ousada na literatura de qualquer autor contemporâneo, que dizer da Alemanha do início do século XIX? Pois é essa a iconoclastia proposta por E.T.A. Hoffmann em Reflexões do gato Murr, obra de grande comicidade e irreverência, em que o bichano evocado no título, metido a erudito e cuja personalidade passa longe da modéstia, dedica-se a produzir a própria biografia… + Amazon

100 Gatos que Mudaram a Civilização. Os Gatos Mais Influentes da História (Sam Stall)

Se você não acredita que um gato tem a capacidade de alterar a civilização, então obviamente nunca ouviu falar de Tibbles, o gato que, sozinho, eliminou uma espécie inteira. Ou de Ahmedabad, um gatinho siamês que despertou uma revolta por todo o Paquistão. Ou de Snowball, o gato que ajudou a condenar dezenas de assassinos e criminosos. Ou de Felix, o primeiro gato a explorar o espaço. Por fim, esses são apenas quatro dos 100 gatos que mudaram a civilização, e este livro homenageia suas extraordinárias contribuições à ciência, à história, às artes, à política, à religião e muito mais + Amazon

Dewey, um gato entre livros (Vicki Myron)

A história de Dewey começa do pior modo possível. Com poucas semanas de vida, durante a noite mais fria do ano, ele foi abandonado na caixa de devolução de livros da Biblioteca Pública de Spencer. Só foi encontrado na manhã seguinte… + Amazon – Kindle

O que aprendemos com os gatos (Paloma Díaz- Mas)

Os gatos – pensa a autora deste livro – têm muito a nos ensinar, mas para isso é necessário que estejamos atentos e dispostos a aprender. São carinhosos, mas jamais submissos, e por isso nos ensinam a pactuar nossa convivência a cada dia; são crédulos, mas só quando sabemos conquistá-los aos poucos, exercitando a virtude da paciência; são domésticos e independentes, como feras aclimatadas ao nosso habitat. Assim, achamos que são indefesos, mas… Amazon

Como Saber Se Seu Gato Está Planejando Matar Você (vários autores)

Sinopse: Aquele ser felpudo que gosta de afiar as unhas no seu sofá pode até parecer um gatinho inofensivo. Na cabeça dele, porém, é um felino altamente perigoso. É uma pantera, um tigre, um enorme leão-da-montanha! Seu gato gosta de pular na sua cama de manhã, acordando você bem cedinho para fazer massagem na sua barriga? Portanto, se você considera isso uma demonstração de carinho do seu bichano, cuidado! Talvez ele esteja… + Amazon

Os Gatos (Marie-Hélène Delval)

O garoto Tião foi praticamente adotado por Dado, um senhor idoso que se tornou o melhor amigo dele. Inseparáveis, estão prestes a curtir a época de férias quando a aparição misteriosa de vários gatos pretos sinaliza que alguma coisa pode estar errada. + Amazon

Livros infantis sobre gatos:

Atum, o gato grato (Thais Laham Morello)

Conheça Atum, o gato com nome de peixe que já fez um pouco de tudo em suas longas sete vidas e que não se esquece de agradecer por isso. Descubra tudo o que ele é capaz de fazer em Atum, o gato grato, um livro para todos os amantes de bichinhos de estimação – principalmente gatos aventureiros! + Amazon

Max, o corajoso (Ed Vere)

Max é um gato muito corajoso. É por isso que ele odeia quando as pessoas o chamam de “gracinha” ou amarram um laço no pescoço dele – afinal, uma fita cor-de-rosa não cai bem para um gato que não tem medo de nada!  Então, para provar a sua braveza, Max decide… + Amazon

Os gatos de Copenhage (James Joyce)

De Copenhague Dinamarca James Joyce manda por carta uma história para o seu neto Stephen Joyce narrando a assombrosa inexistência de felinos nessa famosa capital.

Tendo sido descoberta apenas recentemente a história fantástica do escritor irlandês é oferecida agora às crianças brasileiras numa edição ilustrada sob o título Os gatos de Copenhague. + Amazon

O gato e o escuro (Mia Couto)

Uma lista de livros para quem ama gatos com Mia Couto, é garantia de prosa-poética!

Pintalgato vive sendo alertado pela mãe para que não ultrapasse a fronteira do dia. Mas ele, louco para descobrir o que se esconde sob a sombra da noite, decide se aventurar e acaba tendo um encontro inusitado com o escuro. Quando volta para a luz do dia, descobre que seu pêlo, antes amarelo com pintinhas, está preto como a noite, e fica apavorado. Com ajuda da mãe, porém, consegue perceber que o medo do escuro, na verdade… + Amazon

Compartilhe:
Imagem padrão
Francine Ramos
Editora da Livro&Café desde 2011. É professora de Língua Portuguesa e tenta ser escritora (um conto seu foi publicado na coletânea Leia Mulheres, em 2019). Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

Assine nossa newsletter

Toda semana um resumo com os principais conteúdos da revista em seu e-mail!

1 comentário

Deixe um comentário