7 autobiografias de escritores que você precisa ler

Uma seleção de autobiografias de escritores: grandes nomes da literatura.

Autobiografia é um gênero literário em que o próprio autor narra a sua vida. Muitas vezes, livros de ficção acabam revelando também um pouco da vida do escritor, porém, a autobiografia pode ser a história contada com mais clareza ou a história que ele deseja nos contar. De qualquer forma, é uma experiência interessante mergulhar na mente do autor por meio de sua própria vida. Confira abaixo 7 autobiografias que você precisa ler:

1. Viver para contar – Gabriel García Márquez

“Neste apaixonante relato, o Prêmio Nobel colombiano oferece a memória de seus anos de infância e juventude, aqueles em que se funda o imaginário de suas narrativas e romances, clássicos do século XX.” + Amazon

7 autobiografias que você precisa ler

2. Confesso que vivi -Pablo Neruda

“Percorrendo uma trajetória que inicia-se com a evocação da infância e termina com o golpe que derrubou Salvador Allende. O poeta chileno Pablo Neruda narra em suas memórias Confesso que Vivi fatos relevantes de sua vida. O poeta chileno dizia que sua vida era feita de todas as vidas: as vidas do poeta. Seja na prosa ou na poesia, o poeta nos arrebata com sua habilidade literária.” + Amazon

Assista ao vídeo no canal Livro&Café

 3. As pequenas memórias – José Saramago

“Quando escrevia O memorial do convento, livro que lhe deu notoriedade mundial, José Saramago começou a pensar num relato autobiográfico. Levou mais de vinte anos elaborando o projeto, cujo resultado são estas As pequenas memórias. O livro cobre os primeiros quinze anos de sua vida, do nascimento, em 1922, na aldeia da Azinhaga, Ribatejo, aos estudos na escola industrial de Lisboa, de onde sairá serralheiro mecânico. Relembra o convívio…” + Amazon

7 autobiografias que você precisa ler

4. Meu país inventado – Isabel Allende

“O Livro Em Meu País Inventado. Isabel Allende conta a história de sua vida e a do Chile – uma intrinsecamente ligada à outra. atadas pelas suas lembranças. A presença contínua do passado. a melancolia resultante dessa presença e do afastamento da pátria. a consciência de ter sido peregrina e forasteira: sobre tudo isso fala a escritora. com a emoção naturalmente despertada pelos fatos trazidos à tona. mas também com a inteligência e o humor que sempre foram marcas de sua literatura.” + Amazon

5. Paris é uma festa – Hemingway

Se falamos de autobiografias, precisamos falar de Hemingway! O livro Paris é uma festa revela um Hemingway diferente. Aos 22 anos, na “cidade luz” ele lê, pela primeira vez, clássicos como Tolstói, Dostoievski e Stendhal. Convive com Gertrude Stein, James Joyce, Ezra Pound, F. Scott Fitzgerald, figuras polêmicas e encantadoras para o jovem Hemingway… + Amazon

Assista ao vídeo no canal Livro&Café

6. Persépolis – Marjane Satrapi (HQ)

Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita – apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa. Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares. + Amazon

Assista ao vídeo no canal Livro&Café

7. Ensaio autobiográfico – Jorge Luis Borges

Entre as autobiografias de escritores selecionadas aqui, Borges não poderia ficar de fora! Neste texto, um dos mais longos de um autor conhecido pela concisão e frugalidade, Borges fala de seus ancestrais paternos e maternos, de sua infância quase isolada do mundo, de suas experiências ruins na escola e daquilo que ele mesmo chama de “evento principal” de sua vida: a grande biblioteca de seu pai, da qual ele acredita “nunca ter saído”. A partir dessas primeiras leituras, quase todas em inglês, ele traça a autobiografia literária e intelectual que compõe o cerne do livro. + Amazon

Conheça: 10 biografias e autobiografias para quem ama música