Misto-Quente (Charles Bukowski)

Resenhas
charles-bukowski

“Quando a verdade de outra pessoa fecha com a sua, e parece que aquilo foi escrito só para você, é maravilhoso.”

Charles Bukowski (1920-1994) foi o maior inventor de anti-heróis no meu pequeno mundo literário. Ninguém melhor que ele construiu personagens tão decadentes, sujos, errados e extremamente simpáticos. Uma simpatia que não vem por ser agradável, uma simpatia pela autenticidade e coragem, o que me agrada muito, afinal, neste mundo tão moderno onde o produto vendido é mais importante que o conteúdo, encontrar no meio da multidão alguém capaz de uma frase original é como localizar uma agulha no meio da caixa gigante de retalhos da avó.

Nascido na Alemanha em 1920, filho de um soldado americano, viveu desde os 3 anos de idade nos Estados Unidos, foi muito pobre e muito bêbado. Aos 24 anos começou a publicar seus trabalhos literários: contos e poesias, mas não vivia de literatura, trabalhava nos Correios. Muitos comparam sua literatura a de Jack Kerouac, mas Charles Bukowski não fez parte da geração beat, o termo geralmente utilizado para chamá-lo é “o último escritor maldito“, em referência aos escritores da época da “grande depressão americana“. Teve leucemia e morreu em 1994 após terminar de escrever Pulp

No romance Misto-Quente (L&PM Pocket, tradução de Pedro Gonzaga), o personagem principal é Henry Chinaski, um alemão que vive nos subúrbios dos Estados Unidos, é pobre, tem um pai autoritário, uma mãe passiva, muitas espinhas e é virgem. E se não bastasse tem grande dificuldade em conviver com seus amigos de escola e seus vizinhos, e um dos motivos desse bloqueio social é seu jeito explosivo, sua postura relaxada e sua incrível capacidade de fazer inimizades.

As 316 páginas de história voam velozes, culpa da narração forte de Bukowski que, em primeira pessoa, traz o leitor rapidamente ao universo do personagem principal, nos sentimos parte dele e entendemos o motivo que o leva a ser tão bruto, como uma pedra que foi esquecida no meio de um campo de batalha.

O personagem principal é alguém solitário que tenta entender o que ele está fazendo neste mundo, para onde ele tem de ir? Mas por que tem de ser para o lado de lá? Henry Chinaski busca liberdade, mesmo sabendo que esse desejo é uma utopia, mas é a busca dos bravos, dos valentes, dos inconformados, daqueles que não se deixam prender pelo simples conforto de fazer parte da manada.

Onde Comprar o livro de Charles Bukowski: 
Amazon
Livraria Cultura
Submarino


Criou o Livro&Café em 2011. Adora ler e trabalhar com mediação de leitura. Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.
7

Comments

Add Comment
  1. Fran, parabéns suas resenhas fazem eu ir correndo comprar os livros….Adoro!
    Obrigada!
    Gde beijo!

  2. Oi Francine

    Ahh… eu quero!!..rs

    “Não sei quanto às outras pessoas, mas quando me abaixo para colocar os sapatos de manhã, penso, Deus Todo-Poderoso, o que mais agora?” Charles Bukowski

    Acho essa frase maravilhosa.
    De um pessimismo absoluto!
    E engraçada!

    Beijo meu

  3. Ahhh, eu sou suspeita para falar, gosto muito desse tipo de literatura que quebra com o óbvio e pega pesado na hora de descrever o mundo em que vivemos.

  4. Olá,
    Meu “primeiro Bukoswki” foi “A Mulher Mais Linda da Cidade – e outras histórias” da Coleção 64 páginas da L&PM e a partir daí, virei fã.
    Além de ser engraçado e inteligente, seu pessimisto exala a vida real, muitas vezes floreada por outros autores. Faço referência ao autor em uma das postagens de meu blog, aqui > http://volcof.posterous.com/120434771
    Fico muito impressionado ao ver, pelas ruas, o número de mulheres lendo o velho Buk – que por ser um autor “marginal”, poderia ser preterido por esse público, mas felizmente é reconhecido como um verdadeiro artista.
    Ainda não li “Misto-Quente”, mas agora estou ansiosíssimo para comprar.
    Abraços.

  5. Pingback: A mulher mais linda da cidades e outras histórias (Charles Bukowski) – Livro&Café

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *