Mas um diário de leitura não tem fim!

Em 2011 fiz o meu primeiro, oficial, Diário de Leitura. Foi sobre o livro Grande Sertão:Veredas. De lá pra cá, a experiência de escrever um diário sempre foi importante e, principalmente, acolhedora para mim. É como se eu registrasse os momentos da leitura que me fizeram transportar para outros lugares, outras ideias, outros livros, outras experiências. Então, pensando nisso, percebi que todo esse blog é um Diário de Leitura, pois a minha vida, e também de outros leitores, acredito, está sempre norteada pelos livros. Os bons e os ruins também.

Eu não lembro o ano em que coloquei, o que corresponde ao conteúdo do meu blog, em uma Coluna aqui no site que chamei de “Pausa para o café”. O tempo passou um pouco e achei melhor trocar o nome para “Cadê o meu café?”. E hoje, 25 de outubro de 2016, decidi fazer mais uma mudança e, definititiva. O nome da minha coluna vai ser Diário de Leitura, porque parece tão óbvio, não é mesmo?

Confira os últimos diários: Os Miseráveis, Graça Infinita, Ao Farol, Mrs. Dalloway, 2666, Grande Sertão: Veredas

Eu quero aproveitar mais aquelas anotações, até mesmo bobas, que faço nos livros que leio. Anotações que acabou não usando na resenha, por diversos motivos, mas entre eles o fato que são coisas um pouco sem sentido, mas que, poxa vida, vale tanto a pena um registro! Outro fato importante para essa mudança é que sempre me recordo de livros que li há tanto tempo, vou até minha biblioteca, pego o livro novamente e leio alguns trechos. Essas leituras acabam colaborando muito na minha vida pessoal, mas também como leitora. Ou seja, o livro e a leitura acabam fazendo parte de tudo.

Assim, está instaurada neste site-blog-revista o Diário de Leitura sem fim. Pretendo, semanalmente, escrever sobre essa minha relação com os livros, as pequenas frases, uma única palavra, um parágrafo ou um capítulo inteiro que sempre me tira do chão. Ah, são tantos os livros! É tanto o meu amor por eles!

Aguarde que eu também me aguardo.

“É o nosso gosto, o nervo sensorial que através de nós transmite choques, o que ainda assim mais nos ilumina; é pelo sentir que aprendemos.”

Virginia Woolf

1 comentário

  1. Eu também adoro fazer diários de leitura! Também reservei um espaço no meu blog reservado a eles, mas no momento só postei um, falando de forma geral das minhas leituras de gestante.

Comentários desativados