livros para quem ama música

20 livros para quem ama música para ler urgente

Compartilhe:

Se você gosta de uma boa música, precisa conhecer os livros para quem ama música! Aqui você encontra uma lista linda! Tem ficção, não-ficção, um pouco de autobiografia (tentamos fugir das tantas biografias de astros de rock que existem por aí) entre outros estilos que vão complementar esse seu coração musical! Confira 20 livros para quem ama música:

1. A visita cruel do tempo (Jeniffer Egan)

A visita cruel do tempo é composto por histórias curtas – 13 faixas sobre relações familiares, indústria fonográfica, jornalismo de celebridades, efeitos da tecnologia, viagens e a busca por identidade versus o esfacelamento de ideais -, interligadas pelas memórias de um grupo de personagens em diferentes pontos de suas vidas. Compre na Amazon

2. Alta Fidelidade (Nick Hornby)

O personagem principal, “para encarar as dificuldades, ele vai se deixar guiar pelas músicas que deram sentido a sua vida e descobrir que a estagnação não o tornou um homem sem ambições. Seu interesse pela cultura pop é real, sua loja ainda é o trabalho dos sonhos e Laura talvez seja a única ex-namorada pela qual vale a pena lutar.” Compre na Amazon

Leia a resenha: Alta Fidelidade (Nick Hornby): saudosismo e solidão

3. Só Garotos (Patti Smith)

Em uma lista de livros para quem ama música, não pode faltar Patti Smith! O livro Só garotos pode ser lido como um romance de formação de dois grandes artistas do século XX, que apostaram na ousadia, na liberdade e na beleza como antídotos à massificação – e contra todas as recomendações. O livro é também um retrato apaixonado, lírico e confessional da contracultura americana dos anos 1970, desfiado por uma de suas maiores expoentes vivas. Compre na Amazon

4. Jazz (Luis Fernando Verissimo)

Em nossa lista de livros para quem ama música tem autor nacional! No decorrer de sua carreira, Luis Fernando Verissimo escreveu com frequência, paixão e profundidade sobre sua maior paixão musical, tratando de grandes nomes do gênero, como Miles Davis, Charlie Parker, Chet Baker e Gerry Mulligan, entre outros. Jazz reúne desde textos já publicados em edições da Objetiva a outros, mais antigos, ainda inéditos nos lançamentos da casa. Compre o eBook na Amazon

5. A Garota da Banda (Kim Gordon)

Fundadora da banda Sonic Youth, ao lado do ex-marido Thurston Moore, Kim Gordon foi baixista e vocalista da banda por mais de três décadas, além de produtora musical, artista visual, ícone fashion e atriz que continua a influenciar gerações. No livro, ela narra sua trajetória com o mesmo estilo visceral e livre de amarras com que se apresenta nos palcos. E começa de trás para frente, partindo de dois términos entrelaçados: o divórcio do casal e o fim do Sonic Youth… Compre na Amazon

6. Alucinações Musicais (Oliver Sacks)

O que se passa com o cérebro humano ao fazer ou ouvir música? Onde exatamente reside o enorme poder, muitas vezes indomável, que a música exerce sobre nós? Essas são algumas das questões que Oliver Sacks explora, em seu estilo cativante, nesta admirável coletânea de casos, mostrando, por exemplo, como a música pode nos induzir a estados emocionais que de outra maneira seriam ignorados por nossa mente ou ainda evocar memórias supostamente perdidas nos meandros do cérebro. Compre na Amazon

7. Todo aquele jazz (Geoff Dyer)

livros para quem ama música

Loucos, autodestrutivos, viciados, incompreendidos. Muitos dos maiores músicos de jazz da história receberam ao menos um desses epítetos, como nos mostra Geoff Dyer em Todo aquele jazz . O livro apresenta uma mescla entre ensaio e ficção, criando um romance fragmentado a partir de muita pesquisa histórica. Compre na Amazon

8. A estrada da noite (Joe Hill)

Uma lenda do rock pesado, o cinqüentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato… Compre na Amazon

9. Carta de amor aos mortos (Ava Dellaira)

Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… Compre na Amazon

10. As vantagens de ser invisível (Stephen Chbosky)

Personagens adolescentes e co bom gosto muscial. “Íntimas, hilariantes, às vezes devastadoras, as cartas mostram um jovem em confronto com a sua própria história presente e futura, ora como um personagem invisível à espreita por trás das cortinas, ora como o protagonista que tem que assumir seu papel no palco da vida. Um jovem que não se sabe quem é ou onde mora. Mas que poderia ser qualquer um, em qualquer lugar do mundo.” Compre na Amazon

11. O canto da sereia (Nelson Motta)

Mais um nacional em nossa lista de livros para quem ama música! Esse é uma mistura de Carnaval, música baiana e um crime. Já virou série na tv. “O assassinato da musa do carnaval em plena terça-feira gorda eletrizou Salvador – quem teria motivos para matar a linda Sereia que aos 22 anos se tornara uma estrela exuberante do pop nacional A princípio ninguém mas a lei do suspense clássico também vigora neste noir baiano: incluindo o mordomo são todos suspeitos. Plugado no computador seu bom e velho Macintosh Augustão vai rastrear a vida dos principais envolvidos nesta trama insólita…” Compre na Amazon

livros para quem ama música

12. Eu dormi com Joey Ramone (Mickey Leigh com Legs McNeil)

Com honestidade, humor e leveza, Mickey Leigh, o irmão de Joey, compartilha um olhar íntimo e fascinante sobre a vida turbulenta deste que foi um dos maiores e mais improváveis ícones da música de todos os tempos. Eu dormi com Joey Ramone: memórias de uma família punk rock é a história de um homem que lutou para achar a sua própria voz e seu irmão que o amava. Compre o eBook na Amazon

Leia a resenha: Eu dormi com Joey Ramone (Mickey Leigh com Legs McNeil)

13. On the road (Jack Kerouac)

Em abril de 1951, entorpecido por benzedrina e café, inspirado pelo jazz, Kerouac escreveu em três semanas a primeira versão do que viria a ser “On the Road”. Uma prosa espontânea, como ele mesmo chamava: uma técnica parecida com a do fluxo de consciência. A obra-prima de Kerouac foi escrita fundindo ação, emoção, sonho, reflexão e ambiente. Nesta nova literatura, o autor procurou captar a sonoridade das ruas, das planícies e das estradas americanas para criar um livro que transformaria milhares de cabeças, influenciando definitivamente todos os movimentos de vanguarda… Compre na Amazon

14. A playlist da minha vida (Leila Sales)

Indicado para jovens leitores. O livro “é uma vibrante fábula pop que lida com temas recorrentes nas obras contemporâneas para jovens: exclusão, invasão de privacidade, resgate de autoestima e muita trilha sonora. Escrito pela americana Leila Sales, o livro se ambienta em dois cenários: o escolar, com sua dinâmica de poder juvenil baseada em ‘popularidade’, e o da cena noturna, em que adolescentes ensaiam seus primeiros voos para uma existência adulta.” Compre na Amazon

15. Amy, Minha Filha (Micht Winehouse)

Um livro que pode ser controverso, pois o documentário sobre a Amy evidencia que o pai da cantora não foi assim tão legal… A sinopse do livro informa: “Desde a infância. Amy Winehouse se destacou por sua personalidade espirituosa. brincalhona e espontânea. De maneira sincera e comovente. Mitch conta como Amy se tornou uma grande estrela que sucumbiu ao vício das drogas e morreu prematuramente aos 27 anos. em 2011…” Compre na Amazon

16. João Gordo – Viva la vida tosca

Em João Gordo: Viva la Vida Tosca, ele conta, em primeira pessoa, toda a história de uma vida fascinante e desconhecida, por vezes hilariante, outras vezes triste e comovente. Com seu jeito sincero e sem papas na língua, João fala de tudo: das brigas com o pai, da história do punk brasileiro, de sua trajetória incomum na TV, de sua transformação em ídolo infanto-juvenil e dos excessos – de drogas, álcool e ego – que quase lhe custaram a vida. Leia a resenha. Compre na Amazon

Em inglês:

Separamos também alguns que só estão disponíveis em inglês, mas que merecem fazer parte desta lista:

17. Talking to Girls About Duran Duran (Rob Sheffield)

A conexão entre música e memória atinge um belo acorde com os leitores. O livro é uma viagem perfeita através da música dos anos 80 – de Bowie a Bobby Brown, do metal ao hip-hop. Mas este livro não é apenas sobre música. É sobre crescer e como cada canção é precioso momento que você vai se lembrar pelo resto de sua vida.Compre na Amazon

18. Love is a mix-tape (Rob Sheffield)

Rob, narrador e personagem, trabalha como jornalista na revista Rolling Stone e usa a música para contar a história de seu romance com Renée, uma garota que curte punk-rock e é muito diferente dele. Uma coisa meio Eduardo e Mônica, porém com uma trilha sonora mais eclética: de Elvis a Missy Elliott, de Rolling Stones para Yo La Tengo. Compre na Amazon

19. Morrisey – Autobiography

A autobiografia de Morrisey. Não precisa dizer mais nada. Compre na Amazon

20. Reckless: My Life as a Pretender (Chrissie Hynde)

Outra autobiografia indispensável! Chrissie Hynde conta, sobre os caminhos tortuosos de sua carreira. Adicione a isso bom humor e franqueza. Compre na Amazon

Compartilhe:
Imagem padrão
Francine Ramos
Editora da Livro&Café desde 2011. É professora de Língua Portuguesa e tenta ser escritora (um conto seu foi publicado na coletânea Leia Mulheres, em 2019). Acredita que os livros podem mudar o mundo e ama Virginia Woolf.

Assine nossa newsletter

Toda semana um resumo com os principais conteúdos da revista em seu e-mail!

2 comentários

Deixe um comentário