13 livros que Sandy leu e você deveria ler também!

A cantora Sandy é formada em Letras e gosta muito de ler. Ela já listou em algumas entrevistas os livros que ela mais gostou de ler. Então, nesta lista, você vai encontrar um compilado dos livros que Sandy leu. Tem muita coisa boa, dos clássicos aos contemporâneos. Vamos lá!

1. O filho de mil homens – Valter Hugo Mãe

Para começar nossa lista de livros que Sandy leu, temos um autor contemporâneo, o Valter Hugo Mãe. Confira a sinopse da obra: “Aos quarenta anos, o pescador decide buscar o que lhe falta. Vai encontrar no jovem Camilo, órfão de uma anã, a chance de preencher a metade vazia, e em Isaura, enjeitada por não ser virgem, a possibilidade de ser mais do que completo. Com personagens tão excêntricos quanto humanos, que carregam suas tragédias com lirismo e ingenuidade, o festejado Valter Hugo Mãe povoa o vilarejo litorâneo onde a vida é levada com singela tristeza e a esperança do amor faz surgir uma alegria pequena, mas firme, porque construída com o possível.” + AMAZON

2. O Retrato de Dorian Gray – Oscar Wilde

Dorian é um homem que se encanta com a visão de mundo hedonista do aristocrata Henry Wotton, que considera que a beleza e a satisfação sexual são as únicas coisas que importam na vida. Ele deseja então vender sua alma para que apenas um retrato seu pintado a óleo envelheça e desapareça, mantendo sua juventude eternamente. Como Fausto, Dorian tem seu desejo atendido e parte para uma vida libertina e amoral. A obsessão estética e a vida de aparências são temas centrais de O retrato de Dorian Gray. Ao retratar uma questão humana que persiste por séculos, Wilde criou uma obra-prima da literatura que merece seu lugar entre os maiores clássicos da história. + AMAZON

livros que Sandy leu

3. Histórias de Fadas- Oscar Wilde

Em Histórias de fadas, livro de contos que escreveu para os filhos, o autor irlandês mantém a crítica à sociedade de seu tempo ao recriar personagens do nosso imaginário, que, subitamente, têm de tomar consciência do mundo imperfeito em que vivemos, numa bela e importante metáfora sobre a vida. Aqui você vai encontrar os contos “O Príncipe Feliz”, “O Gigante Egoísta”, “O Amigo Dedicado”, “O Foguete Notável”, “O Rouxinol e a Rosa”, “O Jovem Rei”, “O Aniversário da Infanta”, “O Filho da Estrela” e “O Pescador e sua Alma”, todas narrativas maravilhosas e imbuídas de poesia, capazes de provocar os mais profundos mergulhos para dentro de nós mesmos. + AMAZON

4. Entrevista com o Vampiro – Anne Rice

Quando Anne Rice começou a escrever um romance sobre vampiros, no final dos anos 60, pensava estar apenas utilizando seu repertório de tradições de Nova Orleans e as histórias de terror vitorianas que lia quando menina. Logo ela percebeu que os personagens que estava criando eram fortes, expressivos, e um canal perfeito para a projeção de suas próprias tragédias e angústias. Entrevista com o vampiro rapidamente se transformou num dos grandes fenômenos cult de nosso tempo. Mistura equilibrada de elementos góticos com erotismo, de modos modernos com narrativa romântica, de extrema crueldade com paixões arrebatadoras, o livro revela em ritmo febril um mundo de vampiros em permanente dilaceramento interno, empenhados em orgias inconfessáveis de vida e morte. + AMAZON

livros que Sandy leu

5. Crime do Padre Amaro – Eça de Queirós

Com a morte do pároco da cidade de Leiria, o padre Amaro é designado para o cargo na igreja local e instala-se na casa de S. Joaneira, uma assídua religiosa. Amaro, se encanta com Amélia, filha da hospedeira, e desperta ciúmes no pretendente da jovem. A paixão cresce no antro eclesiástico de Leiria e o padre amaldiçoa o sacerdócio por não permitir que realize os seus desejos. + AMAZON

livros que Sandy leu

6. Sonetos – Florbela Espanca

A obra Sonetos reúne quatro livros da grande poetisa lusitana Florbela Espanca. Em Livro de Mágoas (1919); Livro de Sóror Saudade (1923), Charneca em flor (1931) e Reliquiae (1931), Florbela expressa seus sentimentos em linguagem telúrica e cheia de emoção. As dores, dúvidas e desejos que a poetisa teve em sua vida foram transpassados para seus poemas, que são verdadeiros relatos d’alma. Contemporânea de Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro, pode-se dizer que foi tão brilhante quanto eles. Perder-se na leitura desses leves versos é uma experiência única e inebriante. + AMAZON

Conheça 7 livros de Florbela Espanca para download em pdf

7. Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século

Nesta lista de livros que Sandy leu é muito interessante ter essa coletânea de contos! Já leu? Sobre a obra: “Coube ao professor Italo Moriconi o desafio lançado pela Objetiva de garimpar os cem melhores textos do gênero produzidos no Brasil ao longo do século XX. Um trabalho que deixasse de lado os rígidos critérios acadêmicos e fosse pautado somente pela qualidade e sabor dessas pequenas obras-primas. O resultado é a coletânea Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século, um passeio pela mais deliciosa e contundente ficção curta produzida no Brasil entre 1900 e o fim dos anos 90. Uma antologia capaz de traduzir as mudanças do país e as inquietações de várias gerações de brasileiros, em cem anos de produção literária. A prova de que a arte do gênero não cessa de melhorar em nossa literatura.” + AMAZON

8. Menino de Engenho – José Lins do Rego

Primeiro romance de de José Lins do Rego, Menino de engenho é narrativa cativante composta pelas aventuras e desventuras da meninice de Carlos. A trama revela a grandeza literária de seu autor, que compõe, com minúcia e de forma magistral, as alegrias, inquietações e angústias do menino diante de sensações e situações por ele vivenciadas pela primeira vez. + AMAZON

livros que Sandy leu

9. Macunaíma – Mário de Andrade

oram muitas as perspectivas utilizadas por Mário de Andrade na construção dessa linguagem singular, pois ele se valeu de sua ampla visão da cultura popular para criar o personagem-título – Macunaíma foi forjado a partir de lendas indígenas e populares, colagens de histórias, mitos e modos de vida que, nele somados, deram existência a um tipo brasileiro ideal. Um ser mágico, debochado e zombeteiro, que viaja pelo país – de Roraima a São Paulo, descendo o rio Araguaia, do Paraná aos pampas, até chegar ao Rio de Janeiro –, acompanhado de seus irmãos, Jiguê e Maanape, numa aventura para recuperar seu amuleto perdido: a muiraquitã. Publicado pela primeira vez em 1928 e custeado pelo autor, Macunaíma teve sua segunda edição lançada pela Livraria José Olympio Editora, em 1937. + AMAZON

10. Dom Casmurro – Machado de Assis

É claro que nesta lista de livros que Sandy leu tinha de ter Machado de Assis! Um clássico é um clássico! Sinopse: “Poucos romances examinam com tanta sutileza as artimanhas do ciúme como Dom Casmurro. Publicado em 1899, o livro permanece ainda hoje como um dos mais fascinantes estudos da traição. Aliás, como o leitor mais atento perceberá, são supostamente duas: a de Capitu, exposta pelo marido Bentinho, e a própria narrativa sobre como Bentinho modifica os fatos para corroborar suas suspeitas matrimoniais. Tudo isso é narrado com graça e inteligência num romance que jamais parece esgotar suas possibilidades de leitura. Críticos como Roberto Schwarz e Susan Sontag consideram a obra de Machado como um dos momentos mais altos da prosa ocidental do final do século XIX.” + AMAZON

11. Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres – Clarice Lispector

“O coração tem que se apresentar diante do Nada sozinho e sozinho bater em silêncio de uma taquicardia nas trevas.” A experiência da protagonista desta aprendizagem mostra afinidades tanto com as provações da bela Psiquê, do mito grego, quanto com a mística aventura da alma, ao atravessar a noite escura no Cântico Espiritual de São João da Cruz. Como um quadro cujas linhas mestras o recortassem do grande mistério que tudo contém, este livro, que “se pediu uma liberdade maior”, é a narrativa de uma iniciação e um extraordinário hino ao amor. Lóri, a mulher, faz uma longa viagem ao mais profundo de si mesma e chega à consciência total de ser. + AMAZON

12. A Hora da Estrela – Clarice Lispector

Último livro escrito por Clarice Lispector, A hora da estrela é também uma despedida. Lançada pouco antes de sua morte, em 1977, a obra conta os momentos de criação do escritor Rodrigo S. M. (a própria Clarice) narrando a história de Macabéa, uma alagoana órfã, virgem e solitária, criada por uma tia tirana, que a leva para o Rio de Janeiro, onde trabalha como datilógrafa. Em A hora da estrela, Clarice escreve sabendo que a morte está próxima e põe um pouco de si nas personagens Rodrigo e Macabéa. Ele, um escritor à espera da morte; ela, uma solitária que gosta de ouvir a Rádio Relógio e que passou a infância no Nordeste, como Clarice. + AMAZON

13. Todas as Cartas – Clarice Lispector

E para fechar nossa lista de livros que Sandy leu, temos mais um de Clarice Lispector! “Todas as cartas reúne correspondências escritas por Clarice Lispector ao longo de sua vida. A seleção de cartas, das quais cerca de meia centena é inédita para o público, configura um acervo fundamental para compreender a trajetória literária da escritora. Ponto alto de Todas as cartas, o conjunto de correspondências inéditas endereçadas aos amigos escritores tem entre os destinatários João Cabral de Melo Neto, Rubem Braga, Lêdo Ivo, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos, Nélida Piñon, Lygia Fagundes Telles, Natércia Freire e Mário de Andrade.” + AMAZON

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *