Avatar
Fernando Amorim

Graduado em psicologia e especialista em Análise Institucional e Esquizoanálise. Atua como psicólogo clínico e pesquisador com concentração nos campos de estudo sobre: subjetividade, psicopatologia e gênero por meio da Psicanálise e dos autores Deleuze e Guattari principalmente.

Fomos sempre fascistas

Fomos sempre fascistas? Reflexões sobre a subjetividade patriarcal

A experiência atual com nosso tecido social, suas organizações, grupos, relações e continuamente nossa percepção de nós mesmos, nossos corpos, se encontra em profunda tensão e problemática intrincada. A ascensão vertiginosa de…