Minhas leituras favoritas em 2018, por Ronie John

Brasil – Uma História, de Eduardo Bueno
Se for para criar uma lista das dez melhores leituras de 2018, em uma ordem em que a primeira seja a melhor, preciso dar, então, esta “menção honrosa” ao Brasil – Uma História, do Eduardo Bueno. “Peninha”, como é conhecido, fez o que parecia não ser possível: sintetizar a história do Brasil de uma maneira gostosa e acessível. Daquele livro que você se empolga tanto com a leitura, que, após uma tarde lendo, está falando sobre capitanias hereditárias com um amigo no bar à noite. + Compre na Amazon

 

 

Maria Bonita – Sexo, violência e mulheres no cangaço, de Adriana Negreiros
Como citei na resenha que fiz aqui para o site, é uma leitura dura, porém necessária. Traz uma narrativa escrita por uma mulher, a autora Adriana Negreiros, portanto muito sensível aos relatos do que foi a vida da Maria Bonita e a de diversas outras mulheres icônicas que compuseram o temido bando de Lampião na década de vinte pelos interiores dos sertões brasileiros. Provavelmente, a biografia mais completa até então daquela que é, sem dúvidas, a mulher mais importante do cangaço. + Compre na Amazon

 

Sobre a Escrita, de Stephen King
Através da leitura de “Sobre a Escrita”, fica muito claro os motivos de, a cada ano, termos uma novo calhamaço escrito pelo mestre do terror nas livrarias. Já teve aquela impressão de que Stephen King escreve livros mais rápido do que podemos lê-los? Pois é. O livro mostra, em primeira pessoa, não só a rotina de trabalho do autor, como refaz a sua trajetória e apresenta diversas dicas para quem já é, ou quer se tornar escritor. + Compre na Amazon

 

 

 

Lemmy – A Biografia Definitiva, de Mick Wall
Biografia escrita por Mick Wall, jornalista e um dos principais biógrafos do mundo do rock, que remonta a carreira do líder do Motorhead desde antes dos tempos em que foi “road” de Jimmy Hendrix, até seus dramáticos últimos momentos quando detectou um câncer incurável no final de 2015. Quem gosta de uma boa bio rock and roll “out off tracks”, não pode deixar de ler. + Compre na Amazon

 

 

 

O Clube de Boxe de Berlim, de Robert Sharenow
Conta a história de Karl Stern, um garoto começa a treinar boxe com o campeão Max Schmeling para se defender dos abusos e preconceitos sofridos pelo fato de ser um judeu em Berlim durante o regime nazista. Uma mescla de ficção e fatos históricos entrelaçados pelo pesquisador Robert Sharenow, que agregam um valor extra ao romance. + Compre na Amazon

 

 

 

 

Marighella – O Guerrilheiro Que Incendiou o Mundo, de Mário Magalhães
Obra sobre a vida e militância de Marighella, baiano que foi deputado federal, poeta e estrategista da guerrilha no Brasil. Quase 800 páginas que narram desde o início de sua vida como líder estudantil pelas ruas históricas da Bahia, as suas passagens pela prisão, torturas, assaltos a bancos (e a um trem pagador), tiroteios e espionagem internacional. Um personagem importante e completamente esquecido quando se fala da história do Brasil e resistência à ditadura. + Compre na Amazon

 

Dom Casmurro, de Machado de Assis
Sim, Dom Casmurro! Não que eu ainda não tenha lido Dom Casmurro. O que eu nunca havia feito era ler sem a obrigatoriedade universitária, com a única e exclusiva função de realizar uma avaliação semestral.  Desta vez, pude saborear com calma o amor/drama de Capitu e Bentinho, e foi uma experiência muito bacana. Sofrer toda a agonia juvenil reprimida pelas circunstâncias da vida, que Machado descreve de uma forma que te faz sentir tudo aquilo. Obra prima, mesmo! + Compre na Amazon

 

 

 

Racionais Mc’s – Sobrevivendo no inferno
Como resenhei aqui para o Livro & Café, o livro apresenta a principal obra do maior grupo de rap do Brasil. É nada mais do que as letras do disco precedida por um texto introdutório que faz uma análise das letras com o momento histórico-social das periferias de São Paulo quando elas foram escritas, na década de 90. O que eu não relatei na resenha é que fiz a leitura da obra em uma tacada só, sozinho em casa, ouvindo o disco que sim, tenho na versão física, e tomando uma cerveja gelada. Recomendo a experiência única. + Compre na Amazon

 

A Pirâmide Invertida, de Jonathan Wilson
Uma das minhas paixões é o futebol, e como tudo o que gosto, procuro conhecer com uma certa profundidade a história por trás do superficial. A pirâmide invertida, do britânico Jonathan Wilson refaz todo o roteiro histórico da tática no futebol: desde as origens do jogo, em que a regra era “todos ao ataque” e o caos ainda reinava no quesito, até os dias atuais, onde algumas equipes propõem esquemas ultra defensivos na tentativa de, sim, vencer o jogo. + Compre na Amazon

 

 

 

A Morte e a Morte de Quincas Berro D’água, de Jorge Amado
Mais um clássico. Este livro, muito curtinho, narra a história de Joaquim Soares da Cunha, o Quincas Berro D’água. Uma trama extremamente engraçada. Um quiproquó em meio às ladeiras de Salvador que muito lembram aquele filme que passava na Sessão da Tarde: “Um morto muito louco”. Delicioso! + Compre na Amazon

 





Saraiva

Ronie John

Ronie John vive em Sorocaba, é graduado em Letras Português/Inglês e atualmente leciona para o ensino fundamental. Tão apaixonado por café quanto por livros, já pensou em criar seu próprio blog “Livro & Cerveja”, mas desistiu após dormir durante as leituras em seus primeiros testes. Apreciador de biografias e obras que remetam aos “beats” e ao “rock and roll”, costuma escrever resenhas mais informais; algo como uma boa conversa sobre um bom livro.

Não há comentários. Seja o primeiro!

Deixe uma resposta.

O seu endereço de e-mail não será publicado